Construção de cascos em Rio Grande começa em janeiro

0

A partir de janeiro a P-55 terá de dividir o espaço no dique seco, principal instalação do Polo Naval de Rio Grande, com o início da construção de oito cascos para plataformas do tipo FPSO, principal finalidade da instalação do dique no município.

Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, o gerente setorial de Construção e Montagem do Deckbox da P-55, José Luís Rodrigues da Cunha e o gerente de Implementação de Empreendimentos de plataformas para o pré-sal, Márcio Ferreira Alencar falaram sobre o polo, que será inaugurado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva na quinta-feira, ao meio-dia.

Além da cerimônia do Polo Naval em Rio Grande, Lula participará da inauguração do campus Porto da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

P-55

A tônica da apresentação girou em torno das futuras construções de plataformas e cascos de navios no dique seco, principal instalação do polo. A construção da plataforma P-55 está a pleno vapor, afirma Cunha.

A união (mating) do casco inferior, que está sendo construído em Pernambuco no Estaleiro Atlântico Sul, com o topside e a integração final da P-55 serão executadas em Rio Grande. Cunha reitera que metade do valor da plataforma ficará no município.

Clipping direto do ZeroHora

Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta