Rapidinhas da tarde – para não perder o costume

0

Naufrágio na Índia, Chevron no “vermelho” e OGX no Maranhão. Três rapidinhas nesta tarde de sábado para você, que está  embarcado “ralando”, ou então que passou o dia na praia e vai fazer o mesmo amanhã,  justificando sua ausência nessas vergonhosas Eleições Presidenciais, que tiveram o mais baixo nível em anos, ficar bem informado.

Naufrágio na Índia – Pelo menos 16 pessoas morreram e outras 70 permanecem desaparecidas, após o naufrágio de uma barca, neste sábado, no leste da Índia. A embarcação, com 150 pessoas a bordo, naufragou em um rio de Sunderbans, 120 quilômetros ao sul de Calcutá, capital do estado de Bengala Ocidental.

Chevron tem lucro menor – A Chevron Corp. informou que seu lucro caiu quase 2% no terceiro trimestre por conta dos custos relacionados à moratória da perfuração do Golfo do México e pesadas taxas de câmbio. A segunda maior empresa de petróleo da América, divulgou nesta sexta-feira lucro de US$ 3,77 bilhões (US$ 1,87 dólar por ação), para os três meses encerrados em 30 de setembro. No mesmo período do ano passado, a empresa lucrou US $ 3,83 bilhões, ou US$ 1,92 por ação. A receita da empresa aumentou 7% em um ano para US$ 49,7 bilhões no terceiro trimestre. Analistas estimavam ganhos de US$ 2,15 por ação e receita de US$ 49,5 bilhões para a empresa. A Chevron disse que se beneficiou da alta dos preços do petróleo e do gás e de melhores margens de lucro em seu negócio de refino, mas reservou US$ 367 milhões dólares em gastos por conta de efeitos cambiais. As ações da empresa apresentavam queda de 1,47 % antes da abertura das bolsas americanas.

OGX e o gás no Maranhão – A OGX, companhia de petróleo e gás do grupo EBX, do empresário Eike Batista, já iniciou a perfuração do segundo poço na bacia terrestre do Parnaíba, na região dos municípios maranhenses de Capinzal do Norte e Santo Antônio dos Lopes, em busca de indícios de gás natural. A intenção é perfurar 15 poços na região até 2012. As informações foram postadas, ontem, no Twitter oficial do empresário. Segundo as postagens na internet, a OGX avança na busca por gás natural no Maranhão. “A meta é encontrar novas acumulações de gás na região”, diz uma mensagem. Em outra, é afirmado: “A Bacia do Parnaíba representa enorme potencial pata o Maranhão e o Brasil”. Além de Capinzal do Norte e Santo Antônio dos Lopes, o grupo OGX também já recebeu a licença de operação para a realização de pesquisas sísmicas à procura de gás natural nas cidades de Alto Alegre do Maranhão, Altamira do Maranhão, Bacabal, Bom Lugar, Coroatá, Paulo Ramos, Vitorino Freire e Santa Luzia. Nestes casos, as sondas de pesquisa devem vir de outras cidades nordestinas onde o grupo OGX já realiza atividades de levantamento de viabilidade de exploração comercial de petróleo. O segundo poço perfurado está no bloco PN-T-68. A OGX Maranhão, sociedade formada pela OGX S.A. (66,6%) e MPX Energia S.A. (33,3%), é a operadora e detém 70% de participação neste bloco, enquanto a Petra Energia S.A. detém os 30% restantes.

E você? Vai votar no sujo ou no mal lavado?

Por Rodrigo Cintra



Deixe uma resposta