Tinha tudo para ser Mercante… virei Jornalista!

6
Lembrei da minha primeira aula de Inglês Técnico na EFOMM. Eu já me comunicava bem e mesmo assim fiquei no básico. Ruminei um pouco, mas depois saquei que o “Técnico” do termo faria diferença. A Professora já entrou na sala de aula “cuspindo inglês” em cima da gente, até que um cara da minha turma chamado Angelo Máximo de Souza Lima, interrompeu a professora, que estava tentando iniciar um primeiro raciocínio com a singela observação: “Peraí, porra! A gente não tá no básico?? Então começa com as cores! Blue, Yellow, Red, White…”.

Por isso convencionou-se, pelo menos no meu primeiro ano, que a primeira aula seria sobre uma breve apresentação de nós mesmos, para os mestres saberem com quem estavam lidando.

So, introducing myself…

Marcus Lotfi, 25 anos, casado, Jornalista, Músico profissional e ex-aluno da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante. Se tivesse me formado, seria piloto (nada contra… É que não sou tão macho para ser maquinista). Pois é, mas eu não me formei. Depois de um glorioso Segundo Grau no Colégio Militar do Rio de Janeiro, onde ingressei via concurso público, saí da EFOMM no final do 1º ano para seguir o sonho de ser Jornalista, Músico e afins.. rsrs

Sabe lá Deus porque eu fiz isso. O fato é que me formei Jornalista e trabalhei em “uma pá” de lugares. Posso ser Repórter de TV, Rádio, Impressos, Web, Assessor de Imprensa, trabalhar com comunicação interna, institucional, enfim, de tudo, mesmo.
Eu na EFOMM, em 2004

Atualmente, os salários para nós, Jornalistas, são uma miséria, basicamente o que um Oficial Mercante paga de conta de telefone (sacanagem também, as contas dos oficiais vêm um pouco mais altas! rsrsrs). Então, toco violão em bares do Rio para sobreviver. Sou casado, tenho um enteado, um cachorro que se urina quando me vê, um GM Prisma todo fodido e uma casinha de madeira em Vila Valqueire.

Cintra, meu amigo pessoal, Comandante Aluno da Banda de Música e meu veterano de CMRJ e, depois, meu veterano novamente na EFOMM (sofri duas vezes na mão dele… rsrsrs) sempre me liga para falar desse universo web. Eu sempre achei as revistas do Sindmar, Portos e Navios, etc um saco. Acredito que a qualidade das informações e o respeito pelos colegas, a começar pelos colegas que desenvolvem um trabalho juntos, deve ser a base de qualquer trabalho que almeje um sucesso verdadeiro. Quero participar de algo que eu goste de ler, não só eu, mas qualquer um. Algo que, sendo você marítimo ou não, prenda sua atenção. Falo isso porque a MM é uma profissão curiosa, bonita, com mistérios e fascínios…e, fundamentalmente, que paga bem pra cacete. Pagar bem… ah, pagar bem é interessante  “à vera”. É bom para patrocínio e para o desenvolvimento de um belo trabalho. Quando se trabalha em boas condições, somos motivados e nada melhor que a motivação para sermos os melhores no que fazemos.

O público está carente de um bom canal web de informação mercante de qualidade. Isso é de uma sorte tremenda, num mundo onde até o mercado de carrocinhas de churros já está dominado na internet. Digita lá, churrosdobola.com e, “pimba”, alguém já comprou o domínio.

Como Jornalista, eu penso um monte de coisas. Penso primeiramente que a hora de trabalhar é agora. Estamos no lugar certo, na hora certa e com as pessoas certas…Precisamos agora é estar preparados para isso.

Bem, exatamente neste momento (18:00) me dou conta de que não vou conseguir dizer tudo o que precisa ser feito para que este site, jornalisticamente, seja perfeito na minha humilde opinião (perfeito na opinião do William Bonner deve ser muito mais foda do que na minha, mas fazer o quê…).
Um forte abraço e lembrem-se: Em terra de Saci, calça jeans cabem dois!

Por Marcus Lotfi

6 COMENTÁRIOS

  1. É Marcus,
    “Fera Maldito!!!”(apesar de eu não amaldiçoar nenhum dos meus feras que eram ótimos por sinal).
    São pessoas assim que são dignas da minha admiração, são aquilo que são e é isso, por mais simplória que possa parecer a colocação me imagino(ao menos tento) no seu lugar as pressões sociais e medo de falar não a uma carreira virtualmente bem sucedida. Mas você teve coragem a coragem de poucos de dizer não de não querer algo depois de ter, você viu e escolheu não ter, mas como a Marinha Mercante sempre escolhe os seus aqui está você entre nós e porque não UM JORNALISTA, fera!!!! isso é muito bom alguem que conhece um nossa profissão e também pode ser ” o BONNER” do canal perfeito faço votos de sucesso nesse meio para todos nós
    Grande Abraço

  2. Sou grato por essa passagem na minha vida, que até hoje me rende ótimos frutos…E quem sabe eu não volto a embarcar? O ASON está aí!!!
    .
    Um fortíssimo abraço, meu veterano!

  3. Lotfi,

    você é um vencedor cara! Independente de caminhos e escolhas, você tem um dom que é cantar! O que escolhemos pra nossa vida as vezes não é o que Deus tem de melhor pra nós. E Ele sabe o que realmente é melhor pra nós.

    Gostei muito do seu texto, e saiba que tens um amigo, e veterano, quando precisares.

    abração!

  4. O “Péra aí, porra” do Souza Lima foi demais!
    Esse post me trouxe à lembrança tanto a EFOMM quanto o CMRJ.
    Su apresença em nosso site, com seus conhecimentos de Jornalista, certamente será uma grande contribuição.
    Adorei seu texto, meu brother.
    Nota 10!

  5. lotfi,
    este ja tive o prazer de ve-lo cantando na escola e em um barzinho em vila valqueire.
    pessoa grandiosa que sempre tem um humor fora do normal.amigo,a marinha mercante ta de braços aberto pra vc,vc pode ser uns do que pode divulgar essa profissao que nao tem tido consideraçao nacional.e divulga aqui os lugares que vc tem tocado pra que os maritimos possa se encontrar nesses lugares.

    forte abraço a todos e estou juntos com voces,veteranos malditos…….rsrsrsrs

  6. Caro Marcus Lotfi, também sou formado em Jornalismo. Li sua matéria e constatei que o salário de um jornalista é uma mizéria em qualquer lugar. (risos)
    Eu também tinha o sonho de ser jornalista, e consegui. Contudo, eu também tenho a vontade de ser oficial da Marinha Mercante, mas já tenho 26 anos e é impossível fazer EFOMM. Então li a informação abaixo:

    Marcus Lotfi | 31/08/2010 às 1:00 | Responder
    Sou grato por essa passagem na minha vida, que até hoje me rende ótimos frutos…E quem sabe eu não volto a embarcar? O ASON está aí!!!

    Como entrar no ASON com o curso superior de Jornalismo? Só se for por milagre, não é? O último edital do ASON/ ASOM só contempla profissionais de outras áreas. Em partes, eu acredito que é errado esse tipo de concurso não abranger todas as áreas de profissionais formados.
    Nem mesmo o CAAQ contempla a nossa área de atuação. Fico triste com isso.
    A única coisa que tenho por enquanto para tentar embarcar é o curso do CFAQ II/III-M que eu terminei ao mesmo tempo que o curso de Jornalismo.
    Com essa opção posso embarcar como Moço, mas o meu diploma só vai servir pra ficar num quadro pendurado na minha sala. (risos)
    O único local que posso usar meu curso é na Marinha do Brasil. Assim, poderei ser Jornalista concursado, mas a prova parece um teste de assimilação do Alcorão. (risos)

    Já que você é mais informado sobre esses temas, gostaria que você entrasse em contato comigo para que a gente troque uma idéias, principalmente sobre esse bendito ASON/ASOM. (risos)
    Grande Abraço.

Deixe uma resposta