Maersk Oil – dez blocos no Mar do Norte e expansão das operações no Brasil e na Angola

0

A Maersk Oil anunciou que acaba de conseguir os contratos de exploração para dez blocos de petróleo, durante a 26ª rodada de Licenciamentos do  Departamento de Energia e Mudança Climática do Reino Unido.

Martin Rune Pedersen

O Diretor da Maersk Oil UK, Sr Martin Rune Pedersen declarou: “Eu estou extremamente satisfeito com o resultado dessa Licitação. Entramos no setor britânico do Mar do Norte com o objetivo claro de crescimento de nosso negócio através desse investimento em curso e ampliando a nossa carteria de Negócios para a Área de Exploração. “

“Nossa equipe de exploração é altamente experiente e bem sucedida, e a concessão dessas licenças adicionais, juntamente com os nossos parceiros, está alinhada com nossa estratégia de crescimento. A Maersk Oil tem a reputação e competência técnica para maximizar o valor dessas licenças “, disse Pedersen.

A Maersk Oil e seus parceiros foram agraciados com os seguintes blocos:

Operados pela Maersk:

22/4c Bloco em parceria com a Ventura.

Blocos 22/21c, 22/26c em parceria com a Premier e a Venture.

Bloco 22/30e e 23/ 26e em parceria com a Britoil, a Eni e a Nippon.

Não operados pela Maersk:

Blocos 3/25b, 3/30b, 21/04, 4/26b – Operado pela Total.

Bloco 30/1a – operado pela GDF Suez e tendo como parceiros da Maersk a RWE e a Nippon.

Maersk Oil North Sea UK Limited  é a unidade de negócios do Reino Unido da Maersk Oil, uma empresa independente de E&P e parte do AP Moller-Maersk Group, com sede em Copenhagen, na Dinamarca.

Sede da Maersk em Copenhagen

A Maersk Oil começou as operações no Reino Unido em 2005 e tem uma produção média diária de 50 mil barris de petróleo por dia. Ela emprega mais de 900 funcionários contratados e opera em Dumbarton, Lochranza, Grifo, Tullich, Janice, Tiago e Affleck, assim como um número significativo de licenças de exploração.

A empresa também está estudando possíveis investimentos na Gronelândia, Golfo do México, Brasil e Angola, com o objetivo de aumentar sua produção.

Jakob Thomasen - CEO

O CEO da Maersk, Sr Jakob Thomasen, quejá foi o Vice Presidente da empresa no Qatar, destacou o mercado brasileiro como grande oportunidade, salientando que “espera ter produção pelo menos em dois ou três novos países”. A Maersk está investindo 850 milhões de dólares anuais para operar em cerca de 20 campos petrolíferos. “Estamos interessados na Gronelândia e queremos expandir-nos para novas regiões em determinados países como Angola”, afirmou Thomasen.

A empresa já investiu, até hoje, mais de 3,3 mil milhões de dólares em campos de petróleo e gás e, pelo menos, 6 mil milhões de dólares num projeto no Qatar. A Maersk está em negociações com a Qatar Petroleum, petrolífera estatal, para aumentar sua produção local.

A petrolífera dinamarquesa aguarda ainda o aval das autoridades brasileiras sobre a operação de compra da posição de 20% da Devon Energy no consórcio que explora o campo BM-C-34 na costa do Brasil.

Em Angola, a Maersk descobriu, no ano passado, o campos de Chissonga, a primeira descoberta em águas profundas.

Maersk Oil Global produz cerca de 700 mil barris de petróleo por dia e tem atividades de exploração e produção na Dinamarca, Catar, Omã ,Reino Unido, Argélia, Cazaquistão, Brasil, Noruega, e no Golfo do México.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta