BP volta a registrar lucro

0

Seis meses após a explosão da plataforma Deepwater Horizon, que provocou o maior acidente ambiental da história dos Estados Unidos, o grupo petrolífero britânico BP informou na terça-feira que voltou a ser lucrativo. A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de US$ 1,8 bilhão, após amargar um prejuízo de US$ 17 bilhões nos três meses anteriores. O resultado representa, no entanto, uma queda de 66% sobre o lucro de US$ 5,3 bilhões do mesmo período do ano passado, antes da explosão da plataforma que matou 11 pessoas no Golfo do México.

Segundo a BP, o lucro foi possível graças à valorização do preço do barril de petróleo, menores depreciações (termo contábil para a desvalorização de bens de uma empresa) e menos impostos pagos. Concorrentes diretos da BP também apresentaram bons balanços no período, como Exxon Mobil e Royal Dutch Shell.

Em comunicado, a empresa explicou que os ganhos aconteceram apesar da inclusão no balanço do terceiro trimestre de uma nova provisão US$ 7,7 bilhões para gastos com o desastre de 20 de abril, o que eleva a fatura total do acidente para US$ 39,9 bilhões. Essa provisão prevê pagamentos pelo atraso na colocação da tampa que selou o poço danificado, custos da descontaminação de navios envolvidos na operação e taxas legais e administrativas.

Apesar do elevado custo relacionado ao derramamento de óleo, o diretor-executivo da BP, Robert Dudley, mostrou-se otimista sobre o balanço. “Esses resultados mostram que a BP está no caminho certo para se recuperar depois do trágico acidente na plataforma Deepwater Horizon e o derramamento de óleo”, disse Dudley, em comunicado.

Este foi o primeiro balanço da BP sob o comando de Dudley, que assumiu a diretoria-executiva da empresa no mês passado no lugar de Tony Hayward, que foi amplamente criticado pela forma como lidou com o desastre.

Com as informações – O Globo

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta