Primeiro desembarque de navio chinês em Itapoá fica para sexta-feira

0

O dia ensolarado e praticamente sem vento era o cenário perfeito para que o Porto Itapoá pudesse registrar a histórica primeira atracação. Mas o navio chinês Zhen Hua 15, que navega desde setembro carregado com equipamentos que vão possibilitar as operações no terminal, não chegou nem perto do cais, o que frustrou a expectativa de algumas pessoas que foram ao local só para testemunhar o momento.
De acordo com o superintendente do porto, Gabriel Ribeiro Vieira, um problema de documentação da empresa que fabricou e transportou o maquinário fez com que o comandante da embarcação optasse por aguardar para atracar até sexta, quando está prevista a chegada do segundo navio, Zhen Hua 22 .

— A embarcação está a cerca de 30 milhas da costa. Tentei contato com a sede da empresa, na China, mas não me esclareceram os motivos —, disse o superintendente.

Conforme Vieira, a decisão causará prejuízo à empresa, pois custa caro manter o navio parado. Outro ponto são os perigos de não estar no canal de fundeio (acesso ao porto), pois, caso haja mau tempo, o navio pode ser afetado.

— Para nós, o prejuízo é em relação ao tempo, pois temos pressa em instalar os equipamentos —, diz.

Cerca de 20 homens do porto foram mobilizados para ajudar na operação, além dos tripulantes do navio. A estimativa é de que serão necessários três dias para desamarrar as máquinas, quatro para tirar os equipamentos e 15 para instalar cada um deles.

Clipping direto – Diário Catarinense

Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta