Entrerrado mais um acidentado a bordo de unidade da Brasdril

1

Segundo informações, Fernando Gaspar, 41, morreu após ser atingido por uma prancha de madeira no mês passado. Ele ficou internado quase um mês, mas não resistiu aos ferimentos.

Foi enterrado na quinta-feira o homem que prestava serviços na plataforma flutuante Ocean Winner da empresa Brasdril Sociedade de Perfurações instalada na Baía de Guanabara, em frente ao bairro de Boa Viagem. O desmontador de andaimes Fernando Gaspar, 41 anos, faleceu no dia 2 de novembro depois de permanecer internado na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Estadual Azevedo Lima (Fonseca) desde o dia 13 de outubro.

Contratado pela empresa terceirizada Solimar, Fernando ficou gravemente ferido depois que uma prancha de madeira caiu de uma altura aproximada de oito metros e o atingiu. Para o vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Niterói Edson Carlos Rocha, o terceirizado foi vítima de negligência. “Não se pode desmontar andaimes com pessoas realizando outro tipo de trabalho mais acima”, explica. Segundo Rocha, desde o reaquecimento das empresas navais o estaleiro registra pelo menos um óbito por ano.

A empresa contratante não quis se pronunciar sobre o caso.

Com as informações – O Fluminense

Fica a pergunta:

Até quando, Brasdril? Até quando…

É tanto acidente na Brasdril que dá até medo de trabalhar lá.

A responsabilidade da supervisão dos trabalhos das terceirizadas é toda de quem contrata.

Creio (pelo menos espero…) que a empresa já esteja fazendo algo para melhorar as estatísticas.

Por Rodrigo Cintra

1 COMENTÁRIO

  1. que Deus abencoe a familia do funcionario da Solimar e tambem aos donos da Empresa.Estamos sujeitos a isso nessa hora e importante respeitarmos a dor das pessoas e nao criticarmos.Oro por todos pois ja sofri acidente de trabalho e na realidade sempre procuramos culpados naquilo que Deus ja sabia

Deixe uma resposta