Galp assina contratos de 1,47 mil milhões no Brasil

0

A Galp Energia e os seus parceiros assinaram esta quinta-feira contratos no valor de 3,46 mil milhões de reais (1,47 mil milhões de euros) no Brasil.
De acordo com um comunicado da empresa portuguesa, os contratos assinados, de Engenharia, Aprovisionamento e Construção (EPC), são relativos a oito cascos para unidades de produção, armazenagem e expedição (FPSO) que serão utilizadas no desenvolvimento das descobertas dos blocos BM-S-11 e BM-S-9, no pré-sal da Bacia de Santos, no offshore do Brasil.

Os contratos foram atribuídos à empresa Brasileira Engevix Engenharia. “Cada unidade FPSO deverá ter capacidade para processar diariamente até 150 mil barris de petróleo e 6 milhões de m3 de gás, estimando-se a entrada em operação de todas as unidades até 2017”, explica a Galp.

Seis das oito unidades serão alocadas ao Bloco BM-S-11, onde estão localizadas as áreas de Tupi e Iracema, e as restantes duas ao bloco BM-S-9. Após a sua construção, as oito unidades correspondem a capacidade adicional face à FPSO que já se encontra actualmente em produção no Tupi, com uma capacidade de 100 mil barris de petróleo por dia, e à que será instalada em 2013 no Tupi NE, com uma capacidade diária de 120 mil barris de petróleo.

A Galp Energia tem uma participação de 10% no consórcio que explora o BM-S-11, cabendo 65% à Petrobras (operadora) e 25% à BG Group.

Nesta mesma bacia, «de grande potencial exploratório», a Galp Energia detém ainda participações noutros três blocos: BM-S-8 (14%), BM-S-21 (20%) e BM-S-24 (20%).

Clipping direto – Agência Financeira

Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta