Indústria economizará R$ 85 bilhões com tecnologia de ponta

0

Com a adoção de projetos e equipamentos de conservação de energia, a indústria brasileira poderá economizar R$ 85 bilhões em 20 anos, de 2010 a 2030. A estimativa consta de estudo divulgado nesta quinta-feira (11) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Segundo a pesquisa, em 20 anos, haverá uma economia acumulada de 9,2 milhões de toneladas equivalente de petróleo (TEP) – unidade que possibilita somar várias fontes de energia, como elétrica e gás natural. Com a queda no consumo de energia, o país deixará de emitir 239 milhões de toneladas de carbono.

Para chegar ao resultado, o estudo considerou que a redução no consumo será obtido se a indústria do país utilizasse hoje tecnologia já disponível de conservação de energia, o que levará ao setor a economizar 6,4% do que será consumido em 20 anos. Se a indústria operasse em condições ideais, ou seja, usando a tecnologia de ponta disponível na conservação de energia, com acesso a crédito facilitado, pessoal qualificado e oferta adequada das fontes energéticas, a economia seria de 25,5%.

“Se a gente tivesse benefícios tributários para os equipamentos que são mais eficientes só isso já seria fantástico, seria um ganho substancial”, avalia Rodrigo Garcia, um dos pesquisadores da Confederação Nacional da Indústria CNI.

As estimativas dos benefícios da redução se baseiam na premissa de que a economia brasileira crescerá uma média de 4,5% ao ano até 2030, e de que os preços das fontes de energia serão corrigidos de acordo com as previsões do governo.

Clipping direto – DCI

Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta