OGX: previsão de produção de óleo e gás natural em meados de 2011

0

A OGX Petróleo e Gás Participações S.A. (Bovespa: OGXP3) anunciou no dia 11 de novembro (quinta-feira), seus resultados referentes ao terceiro trimestre de 2010. As informações financeiras e operacionais a seguir são apresentadas em bases consolidadas, de acordo com os padrões internacionais de demonstrações contábeis (IFRS) emitidos pelo International Accounting Standards Board – IASB e em Reais, exceto quando indicado o contrário.

“Durante o terceiro trimestre, registramos grandes avanços em nossa campanha de perfuração, identificando novas acumulações nas bacias de Campos, Santos e do Parnaíba, além de termos perfurado poços de delimitação e realizado testes de formação que contribuíram para uma maior compreensão dos nossos ativos. As descobertas recentemente realizadas na parte sul da Bacia de Campos reforçaram nosso entendimento sobre o que acreditamos ser uma importante província petrolífera. Além disso, as descobertas de gás nos primeiros poços perfurados nas bacias de Santos e do Parnaíba confirmaram o potencial dos nossos blocos nessas regiões”, comentou Paulo Mendonça, diretor geral da OGX.

“Vale ressaltar que neste primeiro ano da campanha de perfuração, iniciada em setembro de 2009, temos conseguido resultados significativos, uma comprovação da capacidade da nossa equipe em abrir novas fronteiras exploratórias. Até o momento, anunciamos descobertas em 20 poços e quatro ainda estão em estágio inicial de perfuração”, acrescentou Mendonça.

Destaques do terceiro trimestre e eventos subsequentes: início da perfuração de nove novos poços operados pela OGX desde o começo do terceiro trimestre nas bacias de Campos, Santos e Parnaíba, OGX-16 a OGX-24, e um operado pela Maersk Oil, MRK-3, na bacia de Campos.

Revelado o grande potencial petrolífero da bacia do Parnaíba com o resultado obtido na perfuração do poço OGX-16 e com o mapeamento de aproximadamente 20 novos prospectos, permitindo estimar um volume de recursos potenciais de aproximadamente 15 trilhões de pés cúbicos (Tcf) de gás natural na região.

Aumento na previsão de poços a serem perfurados de 79 para 87 até 2013, decorrente dos resultados obtidos durante a perfuração do poço OGX-16 na bacia do Parnaíba.

Testes de formação realizados nos poços OGX-14 e OGX-18 confirmaram um potencial produtivo de 3.000 barris diários no poço OGX-14 e entre 8.000 e 12.000 barris diários no poço OGX-18, ambos em poços verticais localizados nos blocos mais ao norte da Bacia de Campos.

Importantes avanços no processo de delimitação da acumulação de Waimea, com a perfuração do poço OGX-21D.

Importantes descobertas realizadas na bacia de Santos, confirmando a presença de gás e hidrocarbonetos leves nos poços OGX-17 e OGX-19.

Chegada da sexta sonda semi-submersível, a Pride Venezuela, fornecida pela Pride International, momentaneamente em operação na bacia de Campos, e Processo de farm-out na bacia de Campos em andamento.

Leia na íntegra – Portal Fator Brasil

Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta