Rapidinhas desta tarde fria…

0

“Mande notícias do mundo de lá, diz quem fica…”. É com esta frase da música de Milton Nascimento que começamos as Rapidinhas desta tarde fria no Rio de Janeiro: Brrr! Enquanto a Exxon volta a explorar na Bacia de Santos, a Maersk deixa o campo para dar lugar à empresa de Eike Batista. Mas não tem nada não! Afinal, o lucro da Maersk já foi redefinido num valor um milhão de dólares mais alto…Simbora!

Exxon volta a explorar em bloco – A ExxonMobil, através de sua subsidiária Esso Brasil, retomou seus trabalhos exploratórios no bloco BM-S-22, no cluster do pré-sal da Bacia de Santos, próximo às descobertas de Júpiter e Tupi. A petroleira iniciou a campanha de perfuração do poço de extensão 3-ESSO5-SPS, que atingirá profundidade final de 4.574 m, em lâmina d´água de 2.272 m. A campanha está sendo conduzida pela sonda West Polaris, da Seadrill. Este é o terceiro poço feito pelo consórcio no bloco. Apenas o primeiro poço, perfurado no prospecto de Azulão, resultou em descoberta. A segunda perfuração, feita em Guarani, resultou seca.

Maersk projeta lucro um milhão mais alto – A A.P. Möller-Maersk revisou sua projeção de lucro para 2010 pela terceira vez em quatro meses. O valor é um milhão de dólares maior que as projeções já divulgadas, totalizando US$ 5 bilhões. A alteração nos números é creditada parcialmente à recuperação observada nas rotas de transporte marítimo de cargas conteinerizadas. A companhia está se recuperando do prejuízo de 2009, o primeiro em pelo menos 50 anos. As taxas de frete foram mais altas do que o antecipado pela companhia e mercado de contêineres irá crescer cerca de 6% em 2011, informou o CEO do grupo, Nils Andersen. “Estamos otimistas com o mercado de contêineres no longo prazo”, disse o CEO.

OGX papou fatia da Maersk – A OGX adquiriu a participação de 35% que a Maersk Oil possuía no bloco exploratório BM-S-29, na Bacia de Santos. A negociação, que foi aprovada pela diretoria da ANP em reunião realizada na última terça-feira (9/11), torna a petroleira do Grupo EBX operadora da área, com 100% do ativo. A Maersk já perfurou na área o poço que em outubro do ano passado indicou a presença de indícios de hidrocarbonetos no bloco. O plano de avaliação da descoberta do prospecto de Abacate (1-MRK-2A-SPS) também já foi aprovado pela agência e determina o compromisso firme de perfuração de um poço extensão na área. Com a aprovação da ANP, a OGX passa a operar os cinco blocos em que possui participação na Bacia de Santos: BM-S-29, BM-S-56, BM-S-57, BM-S-58 e BM-S-59. Com exceção do BM-S-29, todas as outras áreas foram arrematadas na 9ª rodada de licitações da ANP.

Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta