Vídeo – Freedom Ship – Um navio de Cruzeiro ou um País flutuante?

3

Mais um navio de cruzeiros ou um país flutuante? Este é o projeto do Freedom Ship, que está há anos no papel, cercado de dúvidas, rumores, polêmicas e aguardando investimentos para poder tornar-se uma realidade. Veja esta matéria interessante que clipamos na Internet para nosso leitores, com informações detalhadas a respeito do projeto.

Milhões de pessoas fazem cruzeiros a cada ano. Mas, quando o cruzeiro termina, voltam para suas casas em terra firme. Não seria sensacional se houvesse um cruzeiro que não terminasse nunca? Essa é a idéia básica por trás de uma nova embarcação chamada Freedom Ship. Ao contrário de um navio de cruzeiro, o Freedom Ship será uma cidade flutuante com residentes permanentes. O navio irá circundar o globo a cada dois anos e oferecerá tudo o que uma cidade dispõe, incluindo hospital, faculdade e um dos maiores shoppings centers do mundo.

O Freedom Ship, inicialmente será para os ricos e famosos. O preço inicial de uma suíte será de US$ 121 mil por um quarto com 28 m2, chegando a US$ 11 milhões por uma suíte de 474 m2 no exclusivo 21º andar do navio, em que os preços começam em US$ 3 milhões.

Freedom Ship - seria um novo país?

Nenhum navio de cruzeiro já construído pode se comparar ao Freedom Ship. Imagine uma fileira de prédios de 25 andares, como aqueles que se vê na cidade de São Paulo, estendendo-se ao longo de 1,5 km. Agora imagine isso flutuando na água. Se você consegue imaginar, então poderá ter uma idéia do tamanho do Freedom Ship. Com 1.317 m de comprimento, 221 m de largura e 103 m de altura, o navio é mais alto que o comprimento de um campo de futebol e mais largo do que dois campos de futebol lado a lado.

Qualquer embarcação em operação atualmente parecerá um anão se comparado ao Freedom Ship: seu comprimento será quatro vezes maior que qualquer navio de cruzeiro atual. Aqui está uma comparação do Freedom Ship com o Explorer of the Seas, da Royal Caribbean Cruise Line:

O Freedom Ship será construído sobre 520 células estanques de aço, que serão unidas para formar uma base resistente. Cada célula terá 24 m de altura, entre 15 e 30 m de largura e entre 15 e 37 m de comprimento. Estas células serão montadas para formar unidades maiores com aproximadamente 91 x 122 m. Essas unidades maiores serão lançadas ao mar, onde serão unidas para formar a base do navio, com mais de 1 km de extensão. O restante do navio será construído sobre esta base. Norman Nixon, que desenvolveu a idéia de uma cidade flutuante, disse que levará cerca de três anos para acabar o navio a partir do início da construção.

Será necessária uma enorme potência dos motores para impulsionar o gigantesco navio através da água. A nave será equipada com 100 motores a diesel, que poderão gerar 3.700 hp cada um. Os construtores avaliam que o custo de cada motor será de aproximadamente US$ 1 milhão. Isso pode dar uma idéia do dinheiro envolvido no projeto, apesar de o custo total do Freedom Ship ainda não ter sido divulgado. O alto custo de construção do navio será repassado aos residentes, que pagarão até US$ 11 milhões para adquirir o espaço habitacional da cidade flutuante. Na próxima seção, você descobrirá que benefícios esses residentes terão a bordo do Freedom Ship.

E você? Acha possível?

O Freedom Ship terá 17 mil unidades residenciais e poderá ter mais de 60 mil pessoas a bordo, incluindo os residentes e todo o pessoal necessário para a manutenção do navio. A cidade flutuante circunavegará o mundo continuamente e viajará para a maioria das regiões costeiras da Terra, oferecendo aos residentes a possibilidade de conhecer o mundo sem deixar suas casas. Todos os funcionários do navio receberão alimentação, alojamento, uniformes, assistência médica e dentária e um programa de educação continuada. O navio terá todos os recursos que qualquer cidade moderna pode oferecer, incluindo:

– um hospital de US$ 200 milhões;

– uma pista de aterrissagem de 1.158 m, que atenderá aos aviões particulares e a algumas aeronaves comerciais para não mais de 40 passageiros;

– hangares para aeronaves particulares;

– uma marina para os iates dos residentes;

– um grande shopping center;

– um sistema escolar com educação de nível fundamental, médio e superior;

– um campo de treinamento de golfe;

– trilhas para bicicletas; e

– 200 acres a céu aberto para recreação

Para aqueles que puderem bancar o custo de viver no Freedom Ship, o recurso mais atraente pode ser o fato de não haver impostos locais, incluindo imposto de renda, impostos territorial e predial, impostos sobre vendas e sobre a atividade econômica e taxas de alfândega. Entretanto, os residentes terão de cumprir as leis de impostos federais de seus países de origem.

Marina própria - seu tamanho não permitiria que ele atracasse em portos regulares

Para o entretenimento, os residentes poderão visitar restaurantes, cassinos, boates e cinemas. Os residentes também desfrutarão de quadras de tênis, basquete, boliche, campos de golfe, piscinas, academias de ginástica, um rinque de patinação, além de pesca na marina do navio. Cada lar terá 100 canais mundiais de TV por satélite, além da programação local dos países próximos ao percurso do navio. O acesso à Internet estará disponível em todas as unidades.

Assim como em sua própria cidade, o Freedom Ship terá uma patrulha de segurança a bordo, que percorrerá o navio em tempo integral. Além disso, toda a tripulação do navio receberá treinamento de segurança. Um sistema eletrônico de segurança será instalado para oferecer proteção adicional aos residentes.

Além de todos esses benefícios, o Freedom Ship também será ambientalmente responsável, de acordo com seus construtores. Não haverá uma usina de tratamento de esgotos e nenhum esgoto para derramar. O navio usará sanitários com incineradores, que custam cerca de US$ 3 mil, para queimar todo o esgoto. As cinzas serão colocadas em vasos de flores. O óleo usado será queimado em uma instalação de caldeiras a vapor para gerar eletricidade em vez de ser despejado no oceano. Todo o vidro, papel e metal usado será reciclado e vendido. A Freedom Ship International estima que cada residente produzirá 80% menos desperdício no navio do que em sua casa atual em terra firme.

Para mais informações sobre o Freedom Ship: FreedomShip.com

Com as informações – How Stuff Works

Particularmente não acho isso viável sem parcerias e sem um projeto muito bem calculado. Uma estrutura dessas dimensões navegando seria submetida a uma série de esforços em dimensões nunca vistas antes.

Por Rodrigo Cintra

3 COMENTÁRIOS

  1. Aí está uma idéia, por mim estudada há tempo, quando uma pessoa que AMA O MAR, possa ter o privilégio de morar, que seja em 28 metros quadrados, girando o mundo, sem se preocupar em viver só ou, muito bem acompanhada, juntando amigos e, procurando viver da melhor forma possível, como se fosse a VELHINHA DO CRUZEIRO, que alí ela é cliente e, não paciente num asilo, ou seja, ótimo p/ MELHOR IDADE…
    Assim, entendemos que, A VIDA É BELA, BASTA SABER VIVER!!!

    • Será que é possível tal construção .O Homen não está indo longe demais? Este navio não pode atracar em todos os portos ,pois os mesmos não tem estrutura para isto, adoro cruzeiro estive no Costa Concordia quando esteve no Brasil em 2009 e posso te dizer que se você estiver dormindo e algo acontecer com o navio dificilmente você escapa com vida , milhares de pessoas indo pra mesma direção é um caus imagine com 50.000 pessoas pois acidentes podem acontecer é um risco desnecessário é melhor fazer um cruzeiro depois outro e outros

Deixe uma resposta