ONU é contra exploração petrolífera em Parque Nacional no Congo

0

O braço cultural da Organização das Nações Unidas (ONU), a Unesco, apelou ao presidente congolês, Joseph Kabila, para que garanta que não haverá exploração de petróleo na floresta que abriga gorilas raros onde duas firmas listadas britânicas têm direitos de perfuração.

A SOCO International e a Dominion Petroleum foram beneficiadas por decreto presidencial com o bloco 5 do Albertine Graben, no leste do Congo, em junho. Os projetos de pesquisa sísmica incluem a explosão de dinamite, apesar de a área abranger uma parte do Parque Nacional de Virunga.

Numa carta vista pela Reuters, a diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, advertiu Kabila sobre “repercussões extremamente danosas” da atividade petrolífera e pediu que ele garanta que não ocorrerá exploração na área do parque, que abriga também chimpanzés, leões, elefantes e pássaros raros.

“Peço que vocês garantam que não seja feita nenhuma exploração ou produção no coração do parque nacional de Virunga”, disse ela na carta datada de 6 de agosto, que cita compromissos anteriores feitos pelo Congo para proteger o local, que é Patrimônio Mundial.

Com as informações – Reuters

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta