Estudo mostra impacto da Petrobras nos fornecedores

0

As empresas fornecedoras da Petrobras têm maior produtividade, maiores salários e pessoal mais qualificado que as não fornecedoras. Essa é uma das conclusões do livro O Poder de Compra da Petrobras: Impactos Econômicos nos seus Fornecedores – Síntese e Conclusões. Resultado de uma parceria entre o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e a Petrobras, a obra foi lançada durante a 1ª Conferência do Desenvolvimento (Code), nesta sexta-feira, 26, em Brasília.

Para realizar o estudo, os técnicos do Ipea tiveram acesso a uma base de dado nunca antes liberada para pesquisas. Os dados são de cerca de 70 mil empresas, que venderam à Petrobras produtos e serviços no total de mais de R$ 370 bilhões entre 1998 e 2007. Os dados referentes às empresas não fornecedoras da Petrobras são da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Banco Central e do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, entre outros.

De acordo com o estudo, em 2006, as fornecedoras da Petrobras representavam 6,4% das firmas com mais de 30 pessoas ocupadas na indústria e serviços, mas tinham 16,4% do total de pessoal ocupado e 26% da massa salarial dessas empresas. O salário médio era de R$ 1.691 nas fornecedoras, contra R$ 932 nas não fornecedoras e os trabalhadores das fornecedoras tinham, em média, 1,3 ano de estudo a mais. “A cadeia de fornecedores da Petrobras tinha, ainda, 37,8% do total de científicos, 39,71% dos engenheiros, 38,14% dos pesquisadores e 29,66% dos trabalhadores com nível superior dessas empresas”, explicou o diretor de Estudos e Políticas Setoriais, de Inovação, Regulação e Infraestrutura do Ipea, Marcio Wohlers.

“O estudo mostra que tivemos resultados interessantes de ganhos de produtividade, aumento de escolaridade e de capacidade de desenvolvimento tecnológico, que realmente são o foco do processo de desenvolvimento”, afirmou Antônio Vianna, que representou a Petrobras no lançamento. De acordo com Lenita Turchi, uma das coordenadoras do estudo, a parceria entre Ipea e a Petrobras é parte de uma série de estudos. Em breve, será divulgada uma pesquisa sobre o impacto da Petrobras no desenvolvimento tecnológico do Brasil.

Com as informações – Paulínia News

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta