Petrobras quer integração logística ferroviária com a Vale para transporte de derivados

2

A Petrobras pretende abastecer boa parte do consumo de derivados na região Centro-Oeste com produtos que serão produzidos na futura refinaria do Maranhão. A informação foi dada na manhã desta quinta-feira pelo diretor de Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa, ao explicar que a ideia é transportar os combustíveis pela Ferrovia Norte-Sul. Ele explicou que atualmente a região é abastecida pelo transporte de combustíveis pelas rodovias.

A Petrobras, segundo o executivo, pretende usar a ferrovia e para isso já esta negociando com a companhia Vale, que detém parte das linhas.

– Atualmente os trens saem da região de Goiás para o Maranhão transportando grãos como soja e minério de ferro para exportação e voltam vazios. Nossa ideia é usar esses vagões carregando os combustíveis da refinaria até o Centro-Oeste – disse Paulo Roberto.

A refinaria do Maranhão está iniciando as obras de terraplanagem e a previsão é de iniciar a produção em fins de 2014. Nesta primeira etapa, a capacidade da refinaria será de 300 mil barris por dia de derivados e outros 300 mil em uma segunda etapa, a partir de 2017.

O diretor da Petrobras prevê que neste ano o consumo de derivados deverá registrar um aumento da ordem de 10%, percentual já registrado até outubro. Segundo ele, se o consumo de combustíveis continuar nesse ritmo forte nos próximos anos, é provável que a Petrobras tenha que destinar para o mercado interno os derivados que serão produzidos não só na refinaria do Maranhão mas também na refinaria do Ceará, que será também construída. Inicialmente, as duas refinarias foram projetadas para exportação.

Com as informações – Ramona Ordoñez, do Jornal O Globo

Por Rodrigo Cintra

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta