NHo Cruzeiro do Sul – Laboratório Nacional Embarcado

0

Na manhã de hoje (04), atracou no cais do Porto Novo de Rio Grande o Navio Hidroceanográfico (NHo) Cruzeiro do Sul. Considerado Laboratório Nacional Embarcado 1, este navio foi adquirido pela Marinha do Brasil por meio de convênio firmado em 2006 entre a Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN) e a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), tendo a Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (Secirm) como interveniente. Esta embarcação não estará aberta à visitação.

O Cruzeiro do Sul concretiza o projeto Laboratório Nacional Embarcado (LNE), que tem como propósito dotar o Brasil de mais uma plataforma de coleta de dados oceanográficos, bem como o embarque de pesquisadores e treinamento de professores e alunos de forma sistemática e contínua. Para isso, a embarcação conta com estação meteorológica automática, ecobatímetro monofeixe para pesquisa em grandes profundidades, instrumentos para estudo de correntes oceânicas e termossalinógrafo, que mede a temperatura e a salinidade da água do mar da superfície.

O navio saiu do Rio de Janeiro em 25 de novembro para realizar a Operação MCT II: Comissão Carbono S-SE, cujo propósito principal é contribuir para a coleta de dados ambientais em apoio aos projetos de pesquisa aprovados pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT). De forma compatível, a operação também busca apoiar a produção de informações ambientais – oceanográficas e meteorológicas – durante a primavera, voltadas ao setor operativo e de segurança da navegação, e realizar atividades de hidrografia. A parada em Rio Grande visa ao embarque de 16 pesquisadores de universidades brasileiras e término do recebimento de material.

CMT Evaristo Junior

Conforme o Comandante do navio, Evaristo Nagem Dair Júnior, serão coletados dados em 105 estações oceanográficas entre o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro. O NHo Cruzeiro do Sul, também conhecido como “Leão dos Mares”, está com uma tripulação composta de 62 militares. Ele deixa o porto rio-grandino por volta das 19h de domingo, 5, e atraca em Itajá (SC) no próximo dia 15, onde haverá mudança de parte dos pesquisadores. No dia 22, deve chegar ao Rio de Janeiro. Em 4 de janeiro, após as festas de fim de ano, retoma a operação, que será encerrada em 10 de janeiro.

Com as informações – Carmem Ziebell, do Jornal Agora

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta