LLX foi reestruturada – PortX estreando no Mercado

1

Além de ampliar seus terrenos, a LLX Logística, do empresário Eike Batista, sofreu uma reestruturação. Desde o dia 2 de dezembro, o acionista que detinha papéis da LLX passou a ter ativos da PortX. Empresa esta que foi desmembrada da LLX, estreou na Bolsa de Valores de São Paulo na última sexta-feira (3), data em que houve precificação de suas ações e, simultaneamente, ajuste nos preços da LLX, que viu seus preços caírem.

Vale lembrar que ainda nesta segunda-feira a MMX deverá realizar uma oferta pública para a aquisição de 100% das ações da PortX que responderá pelo Superporto Sudeste. Aliás, em nome da PortX também já foram anunciados contratos para a aquisição de terrenos visando duplicar sua capacidade de embarque do terminal privativo do Porto Sudeste.

O porto é dedicado à movimentação de minério de ferro e a previsão é de que as operações no local devam ter início segundo semestre do ano que vem. A aquisição dos quatro novos terrenos vai ampliar a capacidade do terminal de 50 milhões para 100 milhões de toneladas de minério de ferro por ano. A LLX Logística e a MMX Mineração também apostaram no aumento de sua capacidade ao comprarem terrenos para aumentar a estocagem de minério de ferro em áreas próximas ao pátio de estocagem do Porto do Açu, no Rio de Janeiro.

Com as informações – DCI

Por Rodrigo Cintra

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta