Correa propõe imposto sobre petróleo contra aquecimento global

0

O presidente equatoriano, Rafael Correa, defendeu neste sábado, durante a reunião da Opep em Quito, a aplicação de um imposto sobre as exportações de petróleo contra os responsáveis pelo aquecimento global.

“Aplicando o imposto contra os responsáveis pelas emissões (de gases do efeito estufa) teremos justiça econômica e justiça climática, porque os maiores consumidores de petróleo pagarão mais pelas emissões que vão produzir”, disse Correa na abertura da reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Segundo Correa, com uma taxa de 5% sobre as exportações de petróleo seria possível gerar anualmente uma verba de 40 bilhões de dólares para se enfrentar o aquecimento global.

“A Opep pode conseguir o que o Protocolo de Kyoto não atingiu: que os emissores de CO2 paguem por suas ações, paguem pela poluição e pelos problemas que provocam”.

Segundo Correa, o dinheiro obtido com o imposto seria revertido para se enfrentar os efeitos do aquecimento global e financiar projetos de redução das emissões de CO2.

“Esta é a proposta mais concreta da história para se fugir da retórica e começar a combater a mudança climática”, disse o líder equatoriano.

Correa estimou que “diante da resistência dos países responsáveis pela mudança climática”, que ficou clara na reunião de Cancún, “a Opep pode inclinar a balança a favor da sustentabilidade do planeta”.

“Devemos usar o poder da Opep para tirar nossos povos da pobreza, reequilibrar as relações de poder (…) e deixar para a posteridade um mundo mais sustentável e mais humano”, concluiu.

Clipping direto – Terra

Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta