Sinopec abocanha petrolífera “hermana”

0
O Grupo Sinopec comprou a Occidental Petroleum, que explora ativos de petróleo e gás natural na Argentina. A China Petrochemical, que é a maior refinadora da Ásia e também é do Grupo Sinopec, anunciou no último dia 10 em comunicado que chegou a acordo para comprar a petrolífera sul-americana.
A aquisição de 2,45 mil milhões de dólares (1,85 mil milhões de euros) faz parte do esforço de resposta às necessidades energéticas da economia em maior crescimento e a sgunda que mais petróleo consome no mundo.

“As empresas chinesas estão interessadas em comprar ativos energéticos em países em desenvolvimento como a Argentina, porque estes são vistos como tendo menos concorrência das grandes petrolíferas”, disse o analista do UOB-Kay Hian, Shi Yan, à Bloomberg. “Temos visto um grande interesse na América Latina das companhias chinesas recentemente”.

Com esta aquisição os investimentos em fusões e aquisições por petrolíferas asiáticas saldam-se em 38,8 mil milhões de dólares este ano, segundo a Bloomberg. Petrolíferas chinesas como a Sinopec e a Cnooc tinham investido já 13 mil milhões de dólares no sector na América do Sul.

“Este negócio parece um pouco dispendioso” disse Shi Yan. “Estão pagando cerca de 6,20 dólares por barril, mas parece que em parte é por reservas [cuja existência] ainda não foi ainda provada. A Cnooc pagou recentemente 9,10 dólares por barril, mas isso foi por reservas provadas”, concluiu.

Já o analista Neil Beveridge, do Bernstein Research, diz que a companhia chinesa pode ter pago 6,90 dólares por barril pelas reservas.

Com esta aquisição a companhia chinesa ganha acesso a campos petrolíferos que permitiram à Occidental extrair petróleo equivalente a 51 mil barris por dia. Uma quantidade que corresponde a 1% do consumo diário de petróleo na China.

Com as informações – TN

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta