Santa Catarina investe em infra estrutura e favorece Transporte Intermodal

0
120

O Governo do Estado de Santa Catarina está investindo quase R$ 40 milhões para garantir uma nova e pavimentada via de acesso ao Porto de Itapoá, empreendimento da Hamburg Süd e Aliança. A obra foi iniciada em abril de 2008, explica o secretário estadual de Infraestrutura, Rubens Spernau.

Apesar de o contrato prever a conclusão dos trabalhos até 15 de julho de 2011, o objetivo do governo catarinense é entregar a pavimentação dos 27,7 quilômetros da SC-415, que aproximará o Porto de Itapoá à BR-101, principal rodovia de escoamento da produção catarinense, ainda no primeiro trimestre do próximo ano.

De acordo com o setor de fiscalização do Departamento Estadual da Infraestrutura (Deinfra), autarquia do governo do Estado, responsável pelo acompanhamento e gerenciamento da obra, 56,3% dos dias, desde o começo do serviço, em abril de 2008, foram considerados “impraticáveis”, ou seja, dias em que choveu ou que não era possível o andamento do trabalho. Pelo mais recente levantamento do Deinfra, de 29 de novembro, a terraplenagem está com 60% concluída, 92% das obras de arte estão prontas e 10% do serviço de pavimentação encerrado.

Spernau informa ao PortoGente que existe, ainda, a parceira do governo para implantação da Via Portuária do município de Navegantes, cuja inauguração está prevista ainda este mês, provavelmente até o dia 21. “Com 1.810 metros de comprimento, a via dará acesso ao terminal privado de Navegantes. A obra, custeada pela Portonave, recebeu investimentos de R$ 15 milhões para o planejamento, pavimentação e urbanização do trecho de acesso da BR-470 ao terminal portuário”.

No entanto, os custos das desapropriações, da ordem de R$ 23,4 milhões, foram totalmente bancados pelo Estado. “Cerca de 110 imóveis localizados na área da construção precisaram ser desapropriados. Os recursos foram disponibilizados pelo Governo do Estado e repassados aos proprietários e moradores pela prefeitura de Navegantes. A Via Portuária é importante porque desviará o tráfego de caminhões do Centro do município. Hoje este é fluxo é de cerca de mil caminhões diariamente”, explica Rubens Spernau.

Com as informações – Porto Gente

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta