Vem aí o primeiro Hub Marítimo do pré-sal

5

O primeiro hub marítimo para o pré-sal começa a operar em 2014. O projeto vai contemplar exclusivamente serviços de acomodação e SMS. A unidade servirá como uma estação intermediária para o transporte de passageiros entre bases logísticas e plataformas e será replicada em outras áreas do pólo.

Embora ainda não tenha o projeto conceitual do hub, a Petrobras definiu que a unidade receberá passageiros transportados em embarcações de grande porte e possuirá um número não definido de helipontos para o deslocamento dos passageiros até as plataformas por helicópteros. A plataforma também terá locais para pernoite para o caso das aeronaves não poderem decolar por falta de condições do tempo.

O hub também abrigará infraestrutura para atendimento médico e um hangar para um helicóptero ambulância. Outra finalidade será armazenar equipamentos de combate a poluição, para agilizar as operações de emergência. Já o armazenamento de materiais para a operação das plataformas foi descartado por razão econômica.

A Petrobras estima aumentar a capacidade de passageiros transportados em 2014, de 850 mil para 1,4 milhão. Outros hubs deverão ser instalados na região em função da dispersão geográfica das áreas de produção no pólo.

Segundo o gerente Geral da Unidade de Serviços de Logística de Exploração e Produção da Petrobras, Ricardo Albuquerque Araujo, o pré-sal oferece uma facilidade no planejamento logístico em comparação com o que foi feito para Bacia de Campos. “No pré-sal já sabemos desde o início que haverá uma operação suficientemente grande para implementar algumas infraestruturas”, afirmou.

Araujo foi palestrante no seminário “Os Recursos Logísticos para o Pré-sal”, promovido pela Câmara de Comércio Americana (AMCHAM), no último dia 9, no Rio de Janeiro.

Com as informações – Energia Hoje

Por Rodrigo Cintra

5 COMENTÁRIOS

  1. essa é uma solução muito pratica para a petrobras resolver a falta de infra estrutura no transporte de tripulantes das plataformas . pois o aeroprto de macae já não comporta mais a quantidade de trabalhadores e então ela voltara ao passado com transporte por barcos , onde teve ate morte pois os trabalhadores chegavam nnas plataformas muito debilitado . e alem disso ela tambem vai pagar muito mais barato para transportar os trabalhadores aumentando a sua margem de lucro .
    PARABENS para os diretores da petrobras .
    acho que todos os trabalhadores do ramo do petroleo DEVEM PRAR pois NÂO somos gado e parece que vai voltar os NAVIOS NEGREIROS.

  2. hub, a Petrobras definiu que a unidade receberá passageiros transportados em embarcações de grande porte e possuirá um número não definido de helipontos para o deslocamento dos passageiros até as plataformas por helicópteros. A plataforma também terá locais para pernoite para o caso das aeronaves não poderem decolar por falta de condições do tempo.
    ENTÃO A PROPRIA PETROBRAS AFIRMA QUE OS TRABALHADORES IRAM FICAR EM PERNOITE SE NÃO TIVER VOO ISSO JÁ É MUITO COMUM POIS NÃO TEM ESTRUTURA . SÓ QUE EM VEZ DE FICAR EM TERRA FICARA PRESO NUMA ESTRUTURA NO MAR SERA MAIS UM DIA SEM RECEBER POIS JÁ SE PERDE QUANDO SE DESEMBARCA , E NÃO É SÓ ISSO AS EMBARCAÇÕES QUE LEVARÃO OSTRABALHADORES PARA OS HUBS MARITIMOS ATE POSSUEM POLTRONAS IGUAIS A DE CINEMA !
    SEGUNDO ELES MUITO CONFORTAVEIS SERÁ MESMO VOCE FICA CONFORTAVEL NUMA POIS EU NÃO AINDA MAIS SE DEMORAR MAIS DE TRES HORAS SENTADO .

  3. No que tange aos dias de folga perdidos, concordo com o campanha Sancler. As escalas são desiguais, uma vez que, enquanto ocorre o translado, o trabalhador não está efetivamente de folga. Sem contar que algumas empresas ainda pagam somente o transporte rodoviário, o que exaure ainda mais o trabalhador. Perdem-se até quatro dias da folga (ou mais, dependendo da distância) somente nos deslocamentos trabalhoXresidência e vice-versa. Isso sem contar com o descaso das empresas que, por força de acordo, deveriam promover o transporte do empregado de sua casa até o trabalho e também o circuito inverso: acontece que as empresas (não todas) somente pagam os deslocamentos rodoviáriaXrodoviária (ou aeroportos) e só, cabendo o ônus do trasporte dos terminais até suas residências e locais de trabalho ao trabalhador. Isso está errado!!!

    • é campanha e eles ainda iram começar a operar no ano da copa do mundo de futebol pois todos estaremos muito preucupados se o Brasil ira paçar para proxima fase . sendo assim nem iremos notar que estamos indo para uma verdadeira prisão em mar aberto.
      temos que garantir nossos diteitos de trabalhador pois o da escravidão eles já estão querendo aplicar.

  4. Pois é… Temos que nos mobilizar para evitar isso! Não basta só “pão e circo”!! Já que a distância dos campos produtores é cada vez maior e a logística não acompanha o crescimento da produção, deveria ser revista a escala, ao invés de contratarem somente profissionaisde áreas próximas. Pessoas do Sul ainda conseguem embarcar na região produtora, mas os campanhas do norte só nas mais pirangueiras.

Deixe uma resposta