Dois incidentes fluviais marcaram o dia 30

0

Dois incidentes fluviais, um em Campo Grande e outro em Manaus, marcaram este penúltimo dia do ano. Em Campo Grande, o saldo foi de três mortos, enquanto em Manaus foi apenas um susto e todos estão bem.

Embarcação vira no Rio Sucuri e três pessoas morrem afogadas

Uma embarcação similar a balsa emborcou ontem, por volta das 17h40, no Rio Sucuruí, a caminho da Ilha do Valtim, no município de Inocência. No barco estavam um homem, uma mulher e uma criança, que acabaram morrendo afogados.

Bombeiros de Paranaíba foram acionados para realizar serviços de busca e salvamento no rio, contudo, as ações terão início amanhã, a partir das 4h. Continuam desaparecidas apenas o homem e a mulher, já que o corpo da criança já foi encontrado.

A embarcação virou devido a uma forte correnteza, de acordo com informações do Corpo de Bombeiros. Os três tripulantes se afogaram, mas apenas o corpo de um garoto foi localizado.

Os bombeiros não souberam informar os nomes das vítimas. Elas estavam atravessando o rio rumo à Ilha do Valtim, que é um rancho em que as famílias vão para passar fins de semana.

Clipping direto – Campo Grande News


Embarcação naufraga nas proximidades de Codajás

A embarcação “Lindo Amanhecer” adernou por volta das 17h desta quinta-feira (30), minutos após deixar mercadorias e passageiros no porto da comunidade Boca do Miuá, localizado a 50 minutos da sede do município de Codajás – a 237 quilômetros de Manaus.

Não há registro de vítimas fatais.

De acordo com os relatos do funcionário público Josenilson Pontes, 25, a embarcação no momento em que aportou em um flutuante teve o casco perfurado, sem que o comandante do barco percebesse.

Ao retornar para o rio, a perfuração teria sido percebida pelo comandante e sua tripulação, mas ao tentar retornar com o barco para a orla fluvial, virou parcialmente a menos de 15 metros de distância da margem.

“Os passageiros foram retirados pelos moradores da área que possuem lanchas, mas graças  a Deus ninguém ficou ferido”, salienta Josenilson.

Ainda segundo ele, uma de suas irmãs estava dentro da embarcação, no momento do acidente.

“O barco estava seguindo de Coari para Manaus, e o que ela nos falou foi que ele saiu com excesso do porto de Coari, tanto de passageiros, quanto de mercadorias”, informa.

Até às 19h ainda não havia previsão, de acordo com Josenilson de como os passageiros seriam transportados de Codajás para Manaus.

Clipping direto – A Crítica

Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta