Rapidinhas vespertinas

0

Pré-sal é discutido na Federal do Rio de Janeiro, publicado relatório europeu sobre espaço marítimo e a 6ª geração da plataforma semissubmersa de perfuração em águas ultraprofundas “petróleo marítimo 981” entrando em testes experimentais em março. Estão aí as rapidinhas vespertinas!

Pré-sal discutido no Fundão – O seminário “O Pré-Sal e os Novos Paradigmas Econômicos  e Energéticos” vai reunir no Fundão, o presidente da AEPET- Associação dos Engenheiros da Petrobrás, eng. Fernando Siqueira e o diretor do Sindipetro-RJ- Sindicato dos Petroleiros, Francisco Soriano. O evento faz parte de um encontro promovido pela UNE-União Nacional dos Estudantes e acontecerá dia 16 de janeiro (domingo) no Centro de Tecnologia do Fundão(UFRJ) das 10h às 12h.  O objetivo é discutir o pré-sal como parte da temática da entidade estudantil sobre o desenvolvimento econômico e social do Brasil. O presidente da AEPET, Fernando Siqueira é uma dos responsáveis pela campanha “O Petróleo Tem Que Ser Nosso”  que combate a devolução dos royalties ao consórcio produtor.

Comissão Européia publica estudo sobre espaço marítimo – A Comissão Europeia publicou uma comunicação intitulada “ordenamento do espaço marítimo: balanço e perspectivas”, que avalia os resultados das atividades realizadas em 2008 para o ordenamento do espaço marítimo na Europa. O objetivo é o de sistematizar as atividades marítimas e proceder ao planeamento conjunto que leve à prevenção de conflitos, para maximizar as sinergias e assegurar a utilização eficiente e sustentável das zonas marítimas. O relatório conclui que as medidas devem ser tomadas a nível da União Europeia para assegurar o desenvolvimento do ordenamento consistente e eficaz do espaço marítimo.

Petróleo Marítimo 981 entra em testes em março – A 6ª geração da plataforma semissubmersa de perfuração em águas ultraprofundas “petróleo marítimo 981”, pesquisada e fabricada pela China National Offshore Oil Corp. Ltda (CNOOC), entrará em testes experimentais em março. A previsão é de que seja entregue para funcionamento em junho. A “petróleo marítimo 981” representa o nível mais alto do mundo em plataformas de perfuração a 3.000 m de profundidade. Será a primera plataforma semissubmersa de perfuração em águas ultraprofundas da China. Custou 6 bilhões de yuans para fabricação e possuirá funções de prospecção e perfuração.

Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta