Barclays questiona compra da Galp pela Petrobras

0

A racionalidade da compra da posição de 33,34% que o grupo italiano Eni tem no capital da Galp, por parte da Petrobras, é questionada numa análise disponibilizada aos investidores pelo Barclays Capital.

Realçando que a maioria do valor da Galp estás nos ativos petrolíferos brasileiros, o banco defende que é certamente isto que move a Petrobras e não a rede de retalho de combustíveis que possui na Península Ibérica. O fato de se tratarem de participações minoritárias, em concessões petrolíferas que já são controladas pela Petrobras, leva o Barclays a contestar a necessidade de mais controle.

Esta, porém, não é uma opinião isolada. Ainda recentemente diversos analistas financeiros, citados pela Bloomberg, alertavam que o risco de crédito da Petrobras disparou com as negociações para a compra dos 33,34% dos italianos na Galp.

Com as informações  – Económico (Portugal)

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta