Petrobras investiu forte, segundo o Ministério do Planejamento

0
96

A necessidade de tornar os campos do pré-sal produtivos nos próximos anos e de ampliar a produção e refino de petróleo impulsionou as 32 empresas do grupo Petrobras a acelerar a execução dos projetos de investimento e a movimentar a cifra recorde de R$ 74,79 bilhões em 2010.

Esse montante ficou 18% maior que o registrado em 2009 e representou 86% do investimento previsto pela companhia no ano passado. Para este ano, a Petrobras possui uma carteira de R$ 90,32 bilhões.

A maior parte dos recursos foi destinada à contratação e construção de plataformas, perfuração e interligação de poços para o sistema piloto de produção de Tupi, à Refinaria Abreu Lima (porto de Suape, em Pernambuco), ao complexo do Comperj, à ampliação da frota de navios petroleiros, à revitalização de estaleiros e à aquisição de sondas. Também foram feitos investimentos na perfuração de poços de exploração de gás natural e na ampliação de gasodutos.

Do total dos recursos utilizados, os projetos para a ampliação e oferta de petróleo e gás concentraram R$ 35,87 bilhões. As ações para ampliação de refino ficaram com R$ 18,58 bilhões e os programas de ampliação da oferta de gás, com R$ 4 bilhões. No exterior, a Petrobras investiu R$ 4,70 bilhões.

Os dados são do Ministério do Planejamento e mostram que o salto da Petrobras na capacidade de execução de investimento ocorreu entre 2008 e 2009, quando a companhia começou a gerenciar valores mais elevados que os orçamentos anteriores.

Com as informações – Luciana Otoni / Valor Econômico

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta