Porto de Angra: Marco inicial da expansão será nesta sexta

2
168

A Technip – empresa arrendatária do Terminal Portuário de Angra dos Reis – promove sexta-feira a cerimônia do início da derrubada do Moinho Sul Mineiro. A ação será o marco inicial do projeto de expansão do porto para a exploração do pré-sal. Para simbolizar o início da demolição, o prefeito de Angra, Tuca Jordão (PMDB), o ex-prefeito da cidade João Luís Gibrail Rocha, e um representante da Technip darão as primeiras marteladas no moinho.

Símbolo da atividade econômica de Angra dos Reis durante cerca de oito décadas, o Moinho será demolido para permitir a modernização e a expansão do Porto, trazendo um novo ciclo de desenvolvimento econômico para toda a região. Desativado há cerca de seis anos, o moinho foi utilizado como depósito para estocagem de grãos nos anos 70, possibilitando à empresa Sul Mineiro descarregar navios de trigo a granel no porto.

Em cerca de cinco anos, a Technip irá montar a estrutura de exploração do pré-sal no Terminal Portuário. Segundo os dados da empresa, a cidade possui um potencial de 100 bilhões de barris de petróleo.

– Angra tem uma produção de petróleo muito privilegiada. Em termos do Pré-sal então, é como a “menina dos olhos”. E por isso, vamos dar início à formação da estrutura do porto que será responsável pela exploração – afirmou o diretor executivo do Terminal Portuário, Robson Rangel.

A empresa Petrobrás – uma das maiores clientes da Technip – será responsável por investir cerca de 200 bilhões de reais nos próximos cinco anos, para montar a logística da exploração do petróleo. A ideia é de que até 2012 sejam investidos 600 milhões de reais para a execução da primeira fase de revitalização do porto de Angra dos Reis. O objetivo dos investimentos é transformar o porto da cidade em um instrumento de desenvolvimento do Pré-sal.

– 2015 parece muito tempo, mas não é nada em termos de petróleo. Hoje Angra tem a vantagem de sair na frente de todas as outras cidades da costa do Estado, pois o Pré-sal está bem na porta da nossa cidade. E por isso estamos buscando todas as formas para alavancar a nossa economia, e a história vai provar que esse investimento vai dar certo – ressaltou o prefeito Tuca Jordão (PMDB).

Fonte: Diário do Vale

Por Marcus Lotfi

2 COMMENTS

  1. Olá,meu nome é Naoto.Gostei muito do artigo.porém tenho a dúvida sobre quais os meios que a empresa vai utilizar para capacitar os trabalhadores?Pois atualmente a USINA ANGRA 3 possui muitos postos de trabalho,mas infelizmente a população angrense não possui as qualificações necessárias para ocupar esses postos.Fazendo com que a ANGRA 3 tenha a necessidade de contratar trabalhadores de outras cidades.

Deixe uma resposta