Vovô britânico vai atravessar o Atlântico de jangada

1

O espírito de aventura de Anthony Smith, definitivamente, não diminui com o tempo. Aos 84 anos, o britânico se encontra neste momento a bordo de uma jangada rumo ao oceano Atlântico. Ele e mais três tripulantes, todos bastante experientes – a média de idade da embarcação passa dos 64 anos -, saíram da Espanha no último domingo (30) e pretendem navegar até as Bahamas.

Smith foi o idealizador do projeto, que tem como destaque a jangada feita com grandes canos de polietileno. O britânico optou pelas tubulações, geralmente utilizadas para levar água, justamente a fim de chamar a atenção para a escassez crescente do líquido essencial para a vida no mundo. Além disso, também pretende se beneficiar da baixa velocidade da embarcação para estudar o Atlântico, principalmente os efeitos do aquecimento global nos oceanos.

Um outro motivo fica claro quando observamos a montagem da tripulação, toda composta por experientes aventureiros. Além de Smith, estão na embarcação John Russell, de 61 anos, David Hildred, de 57, e Andrew Bainbridge, de 56. Hildred, inclusive, já se aventurou em terras brasileiras, navegando por mais de 900 quilômetros pelos rios da Amazônia, numa canoa. Assim, todos os tripulantes são capazes de provar que a idade não limita o homem.

A jangada ‘An-Tiki’ reedita, pós-modenamente, a original de Thor Heyerdhal

Quanto à expedição idealizada por Smith, ela começou nas Ilhas Canárias. Serão mais de 5,5 mil quilômetros até a chegada na Ilha de Eleuthera, nas Bahamas. A aventura deve durar cerca de 70 dias, nos quais os tripulantes terão pouco conforto na rústica cabine projetada sobre o piso de canos da jangada. Mesmo assim, eles têm um sofisticado sistema de comunicação (movido a energia solar), que lhes permitirá relatar na internet suas experiências ao longo da viagem, no blog do site oficial da aventura – www.gasballoon.com/antiki.

Só mais uma – A expedição audaciosa não é novidade para Smith. Aventureiro consagrado, ele já passou por mais de 70 países em seus numerosos projetos. No currículo, Smith acumula feitos como uma viagem de balão pelos Alpes, sendo o primeiro britânico a fazer tal façanha. No entanto, ele é ainda mais conhecido por seu trabalho como escritor. Ainda na década de 60, Smith escreveu o livro ‘O Corpo Humano’, que vendeu mais de 8 mil cópias e virou até série de televisão no Reino Unido. É a YTransat da 3ª idade!

Com as informações – Blog do Axel Grael

Por Rodrigo Cintra

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta