Concurso da Transpetro – 342 vagas para Oficiais

5
99

A Transpetro abriu nesta segunda-feira (07/02) o processo seletivo público para admissão imediata de 342 oficiais da Marinha Mercante nos navios da sua frota. O período para se inscrever no concurso – que é gratuito – termina no dia 4 de abril. O edital e a ficha de inscrição estão disponíveis no site da empresa (www.transpetro.com.br), ou poderão ser retirados nos endereços listados no próprio edital. A remuneração mínima é de R$ 7.620,93.

Para o preenchimento destas 342 vagas, a Transpetro prevê o cadastro de 394 candidatos melhor qualificados. Serão cadastrados 204 candidatos para 2º oficial de náutica, dos quais 177 para admissão imediata, e 190 candidatos para 2º oficial de máquinas, dos quais 165 para admissão imediata. A inscrição engloba a etapa de qualificação técnica de caráter classificatório e eliminatório.

A empresa oferece diversos benefícios como auxílio-creche, ensino pré-escolar, fundamental e médio, plano de saúde, participação nos lucros e resultados, seguro de vida em grupo, benefício-farmácia e plano de previdência complementar.

A Transpetro pratica escala de 60 dias de embarque por 30 dias de folga para os navios de posicionamento dinâmico e oleeiros. Para os navios da navegação marítima, a escala é de 90 de embarque por 45 dias de folga e para as embarcações offshore e cisternas o regime é de 35 por 35 dias.

Subsidiária de logística de transporte da Petrobras, a Transpetro deve admitir, até 2013, cerca de 1.700 marítimos de todas as categorias. A demanda crescente desses profissionais é consequência do aquecimento do setor naval, decorrente, sobretudo, do Programa de Modernização e Expansão da Frota da Transpetro (Promef), com a encomenda de 49 navios a estaleiros brasileiros.

Por Rodrigo Cintra

5 COMMENTS

  1. Se não mudar a escala a turma vai continuar rebarbando a Transpetro. Eu mesmo fui um que pulei fora, depois que vi que só tinha data pra embarcar, pra desembarcar era um problema sério. Vamos torcer pra que o pessoal da Gerência de RH atente pra esse assunto.

    • Com certeza, Targueta. A escala da Transpetro está completamente fora da realidade do que o Mercado oferece.
      A empresa tem tudo para ser top na Cabotagem.
      O que não dá para entender é como uma empresa que ostenta o “BR”, que faz parte do Sistema Petrobras, vive uma realidade tão diferente da Petrobras em si, onde os embarcados trabalham em escala de 14 por 21.
      O 60 por 60, como praticado na Maestra e Aliança, seria o ideal.

  2. Na época em que estava lá, quando surgia o assunto do 1×1, sempre diziam que não daria certo porque os navios iriam “se acabar”, que não haveria “passagem de serviço”, um monte de besteiras. Também escutei muito que a empresa “não aguentaria a despesa de deslocamento” dos tripulantes.
    Empresas bem menores da navegação tradicional apostaram e conseguiram resolver o problemas de pessoal, resta agora a Transpetro avaliar a situação e reverter esse quadro de evasão.
    Um Abraço,
    Targueta

  3. essa escala de trabalho é cruel ,desumana e fora da realidade sem contar os absourdos que acontecem dentro do navio , que um verdadeiro QUARTEL , amigos vapo… se tiver opçao nao venham.e se vier vao se arrepeder. A transpetro tem de tudo pra ser a nº 1 no mercado maritimo , mas infelismente isso nao acontece.
    vamos ver se eles ( gerencia ) vao continuar com essa crueldade com os maritimos.

    um grande abraço a todos

  4. Olha não é p/ fala mal não viu, Eu tenho uma amiga que trabalha como acessora do Presidente da Transpetro, Ela tinha me pedido p/ mim Entrar nesse Concurso p/ concorrer umas dessas vagas p/ Trabalhar como Tripulante de um Navio da Transpetro,
    Meus Amigos Olagário, Rodrigo, Jair , Eu estou fazendo Igual a Pantera cor de Rosa, que dizia ( Saida pela Direita, Saida pela Esquerda ) Estou foraaaa
    Um Grande Abração p/ Todos….

Deixe uma resposta