Mubarak cai e traz preço do brent junto

0
155

O preço do barril de ‘brent’ deslizava 0,84% para os 100,96 dólares, em Londres, numa altura em que, no Egito, parece estar eminente a renúncia de Osnir Mubarak.

É que de acordo com dados do governo egípcio, 8% do comércio marítimo passa pelo Canal do Suez, e segundo o Departamento de Energia dos EUA, todos os dias são enviados cerca de um milhão de barris de petróleo bruto e refinado para o Norte do Canal do Suez, a que se juntam mais 1,1 milhões de barris de petróleo que atravessam diariamente o país por via de um oleoduto, que une os dois mares.

Isto significa que o Egito, apesar de ser apenas o 29º produtor de petróleo do mundo – com uma produção média diária de 680 mil barris de crude – é responsável por cerca de 2% da produção mundial do “ouro negro”.

Desde que começaram os conflitos no Egito, a 25 de Janeiro, o preço do barril de ‘brent’, a referência para as importações portuguesas, disparou 4,5%, em Londres, para negociar acima dos 100 dólares, pela primeira vez desde 2008.

O presidente egípcio está nesta altura em reunião com o vice-presidente, que o deverá suceder, e com o primeiro-ministro, e prepara-se para fazer um discurso à nação ainda hoje. Segundo a imprensa internacional, este pode ser mesmo o discurso de renúncia do líder do mais importante país da África do Norte.

Fonte: Econômico (Portugal)

Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta