Rapidinhas da tarde – Viva a Lapa

0

Após um bela noite na Lapa, curtindo o Democráticos e a Lapa como um todo, finalizando com “aquela” pizza na Pizzaria Guanabara, as Rapidinhas chegam com um gostinho de ressaca. Até o Zezé Safa Onça tava lá ontem dançando uma gafieira ao som de Seu Jorge…

Petrobras prossegue na Bacia do Rio do Peixe – Está sendo perfurado o terceiro poço de petróleo na região do Sertão da Paraíba. A Petrobras já investiu mais de 16 milhões de reais nos estudos e preparação dos locais para iniciar as perfurações. O terceiro poço está sendo perfurado na Zona Rural de Santa Helena /  PB. A Sonda SC-95 está sendo usada para o serviço. No local foram instalados laboratório, para análise do material e atendimento médico para os funcionários, caso necessitem. A viabilidade comercial do petróleo só vai ser diagnosticada após uma análise completa feita pela empresa, que será concluída até o final deste mês. A empresa divulgou que a possibilidade de comercialização nesse lote varia entre 15 a 20%. O Gerente de Exploração da Petrobrás, Guilherme Assunção informou que o local deve ter um reservatório em boas condições com um volume suficiente para justificar a realização dos investimentos, que vem depois da perfuração.

Disney bate a quilha de mais um navio – A Disney Cruise Line celebrou ontem, dia 11, no estaleiro Meyer Werft em Papenburg, na Alemanha, o batimento de quilha do seu mais novo navio, o Fantasy, com capacidade para 4 mil passageiros e que tem sua viagem inaugural prevista para 31 de março de 2012. A cerimônia de batimento da quilha é um marco importante no processo de construção quando o primeiro bloco ou seção da embarcação, é rebaixada para a doca e uma moeda é colocada sob a quilha, para dar sorte. A colocação da moeda ficou a cargo do Presidente da Disney Cruise Line, Karl Holz, com o auxílio de Minnie Mouse. Este será o segundo do novos cruzeiros da DCL que levaram a experiência de cruzeiros familiares a um novo patamar. O primeiro deles foi o Dream, que início serviço no último dia 26.

SS7 engole concorrentes e vai posicionar riser – A Subsea 7 venceu a concorrência para fornecer o projeto básico de engenharia e instalação de um sistema de riser rígido desacoplado nos projetos piloto de Guará e Tupi Nordeste. A empresa superou Saipem e Acergy – antes da fusão com a Subsea 7 – com uma proposta da ordem de R$ 1 bilhão. O projeto da Subsea 7 adota a solução de bóia de superfície para uma lâmina d’água entre 2,2 mil m e 2,3 mil m. McDermott, Technip e Heerema também participaram da concorrência em uma fase preliminar.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta