Paranaguá recebeu maior navio de sua história

0

O Porto de Paranaguá recebeu, na manhã deste domingo (13), o navio Maipo, de bandeira liberiana, que tem 306 metros de comprimento e é o maior navio a atracar no terminal paranaense. Procedente de Montevidéu, a embarcação movimentou 750 contêineres, entre exportação e importação.

Ao todo, o Maipo tem capacidade para 6500 contêineres. O navio pertence ao armador chileno CSAV e integra uma linha de frequência semanal que atende a Costa Leste da América do Sul e a Ásia. O maior navio a atracar em Paranaguá, até então, foi o Santa Clara, com 209 metros de comprimento, em novembro do ano passado.

“Nossa meta é que o Porto de Paranaguá volte a ser destaque, e receber navios deste porte indica que estamos no caminho certo”, comentou o superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Airton Vidal Maron.

O navio é realmente grande. Pessoal da atracação deu conta do recado.

O Maipo faz parte de uma nova frota da CSAV, que tem, ao todo, 12 navios porta-contêineres. Todas as embarcações têm capacidade para 6500 TEUs (contêineres de 20 pés) e substituirão a antiga frota, que contava com navios de 4500 TEUs. O Maipo é o primeiro navio da linha a navegar na costa brasileira. A intenção da CSAV é substituir toda a linha até o final do ano.

O Maipo é de bandeira liberiana

De acordo com o diretor superintendente do Terminal de Contêineres de Paranaguá, Juarez Moraes e Silva, além de Paranaguá, a linha asiática a que o Maipo pertence passa por Santos (SP), São Francisco do Sul (SC), Montevidéu (Uruguai), Buenos Aires (Argentina) e Cingapura.

As duas próximas embarcações a integrarem a linha da CSAV são o Pangal e Mataquito. Cada uma possui, em média, 1,2 mil tomadas para contêineres refrigerados e também atracarão em Paranaguá. “Os navios containeiros de última geração que atendem linhas na América do Sul possuem um percentual importante de tomadas, por conta de o Brasil ser o maior provedor mundial de proteínas animais, e Paranaguá é líder, respondendo por 34% destas exportações”, explicou Moraes e Silva. Segundo ele, “Paranaguá tem um terminal equipado nos moldes dos principais terminais do mundo”.

O Maipo é o quarto navio de grande porte a atracar no Paraná desde julho do ano passado, quando a Capitania dos Portos do Paraná deu autorização para que o Porto de Paranaguá recebesse navios Pós-Panamax (com tamanho superior ao limite das comportas do Canal do Panamá). Até então, a norma de navegação vigente só permitia a entrada de navios com, no máximo, 285 metros de comprimento.

Com as informações – AEN

Nota do Colunista – Tomamos a liberdade de corrigir a matéria, que afirmava que o navio era de bandeira brasileira, quando na verdade ele é de bandeira liberiana.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta