Era uma vez Coréia – Sea Trial, NR-13 e por aí vai

2

Por aqui pela Coréia podemos dizer que as coisas esquentaram. Temperatura acima dos 10 graus, sea trial pela proa, preparação para a viagem que se aproxima e vamo que vamo pois hoje é dia de Dead Ship Recovery Test (êe faxina…)

Desde meu último contato por aqui, o trabalho no DSME vem se intensificando. O Sea Trial, conhecido por nós como Prova de Mar, que é o teste feito com o navio ainda sob os cuidados do estaleiro, consiste em levá-la para alto mar para diversos testes e rotinas. Dura cerca de 2 a 3 semanas, e é lá onde toda a equipe do Daewoo Shipyard e nós, fazemos o ajuste fino (às vezes nem tão fino assim) antes da entrega do navio. Dito isto, dá pra se ter uma idéia do que é a preparação para o Sea Trial, um corre daqui, corre de lá, pra adiantar tudo que se é possível para o primeiro grande desafio  da NS.

Logo após isso , uma pequena pausa de volta ao estaleiro, e então o navio estará pronto para a viagem Coréia/Brasil, o que embola mais ainda o meio de campo, com a programação para mais de 30 dias navegando, consumíveis, POB, trocas de turma etc etc.

Porém, para ser mais específico, vamos então ao que eu tenho feito, concernente ao meu setor, o de Máquinas (o melhor, mais eficiente e mais interessante de qualquer navio… rsrsrs). Assumi a responsabilidade da NR-13, norma regulamentadora que trata das Caldeiras e Vasos de Pressão (clique aqui e veja a NR na íntegra).

Vasos de Pressão em conformidade com NR-13

Existem 5 categorias para cada vaso, levando em conta o fluido (temperatura, inflamabilidade, toxicidade etc) e o produto PV, onde P é a pressão máxima de operação e V o seu volume geométrico interno.

Com todas as etiquetas contendo TAG number e a categoria do vaso, exigidas pelas autoridades brasileiras, dividi por departamento e distribuí para que todos os vasos de pressão do navio fossem identificados, o que se torna um trabalho um tanto quanto demorado, pois o navio é novo e ainda estamos o conhecendo. Com o dead line para a semana que se aproxima, fiquei responsável, além da divisão e conferência de todas as etiquetas, por colar as do Setor de Máquinas (vida de terceirão é hard…). Então acompanharei o Fiscal para recebermos nossa certificação, após ele checar tais vasos.

Etiquetas com TAG number e categoria

Com tal faina em andamento no horário normal de trabalho, hoje faço um pequeno overtime (pequeno?!) para a realização do Dead Ship Recovery Test.

Tal teste consiste em retirar todas as UPS’s da linha, esvaziar todas as garrafas de ar de partida (menos do gerador de emergência), deixar apenas um gerador na barra e então parar o gerador “na marra”, pressionando seu botão de emergency stop. Ok, temos um blackout, mas não um blackout normal. O Gerador de Emergência, já devidamente comissionado, entra em menos de 10 segundos no barramento e fica esperando nosso próximo passo. A diferença para um Blackout Test é que agora, não é possível partir o motor, pois não há ar pra isso. Com um dos compressores conectados ao barramento de emergência, pressurizamos uma das garrafas, partimos o motor e então gerador na barra e UPS’s back to business.

Sim, seria maravilhoso se tudo ocorresse realmente assim e tivéssemos o navio idêntico ao estado anterior em menos de 30 minutos, mas na prática, como primeiro teste, problemas ocorrerão (e essa é a hora de ocorrerem!). So… noite à dentro lá vamos nós na eterna luta pra entender e se fazer entendido com os xinglings arranhando bem de levinho no inglês carteado (ou horrível?!) deles.. rs

Fico por aqui hoje, pois é enquanto vocês dormem que as coisas acontecem (oooolha, lembrem que eu tô na Coréia, fuso e tal…)

yeah! (ainda na pendência de algo coreano para finalizar… rs)

Por Caê Mahan

2 COMENTÁRIOS

  1. Boa Caê,

    com certeza vc já deve ter lido bastante a NR13. É necessário né….rs
    Enfim, veja tb se os documentos exigidos pela NR para Vasos de Pressão estão a bordo. Tais como : Prontuário dos Vasos, Projeto de Instalação e Registro de Segurança.

    Se precisares de ajuda, sabes o meu email. Até a NR 13 em inglês eu tenho aqui pra te enviar.

    Abraços.

    • Falou Fabiano Ossola, um dos nossos colaboradores e fundadores, dos primórdios do Portal Marítimo (será que já temos primórdios? Temos apenas 5 meses de vida… rsrsrsrs)
      Essa primeira inspeção de NR-13 é trabalhosa, mas com um nível de risco reduzido.
      Caê, Prepare-se para as próximas, onde seus “vessels” (vasos de pressão) estarão contaminados, muitos localizados em espaços confinados e com presença de lamas tóxicas, óleos, poeiras etc…
      A preparação das próximas será bem mais trabalhosa.

Deixe uma resposta