Petrobras vai investir US$ 1,4 bilhões no Ceará

0

Durante visita ao Ceará, o Presidente da Petrobrás Sergio Gabrielli anuncia que o Estado receberá cerca de US$ 1,4 bi em investimento até 2014. O montante corresponde à soma de 20 orçamentos anuais do Estado do Ceará.

Todo este investimento implica em desenvolvimento do estado, geração de emprego, renda e crescimento econômico do estado. Só a Refinaria Premium II, a ser construída no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, receberá US$ 1,4 bilhão (cerca de R$ 2,3 bilhões) até 2014. A previsão é de que entre em operação em 2017. Será uma das maiores refinarias do mundo.

Além dos investimentos anunciado por Gabrielli, o Governo do Ceará tem anunciado incentivos fiscais para investidores, o que tem atraído grandes negócios para o Estado. A economia vai girar como num ciclo, onde mais empregos serão gerados, mais moeda circulará no Estado e todos serão beneficiados com o crescimento do Ceará. Por meio dos incentivos fiscais, o Governo cearense espera um grande impulso no seu desenvolvimento e na arrecadação de tributados.

Durante a visita ao Ceará, Sérgio Gabrielli afirmou ainda o interesse em ampliar parceria entre com agricultores no Ceará. “Temos no Ceará 32 mil fornecedores para a Petrobras Biocombustíveis, em Quixadá. São agricultores familiares que produzem oleaginosas. Precisamos intensificar o apoio à extensão rural, o apoio para viabilizar a produtividade desse setor porque é um segmento importante, com grande capilaridade no Estado”, disse.

O Presidente da Petrobras anunciou ainda a exploração de cinco novos poços de petróleo até 2013, no Estado, a ampliação da empresa Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor), no Mucuripe, cujas obras absorverão R$ 41 milhões e na usina de biodiesel de Quixadá. “Estamos prevendo treinar através do Prominp (Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural) cerca de 18.678 pessoas no Ceará”, revelou Gabrielli. Destas, 1.327 já foram capacitadas em cursos de construção e montagem e 200 em construção civil. “Até 2014, precisamos qualificar mais 13.591 em construção e montagem e 3.560 em construção civil”, contabiliza.

Bons ventos sopram em direção ao crescimento econômico do Ceará. O Estado caminha com passos firmes rumo ao desenvolvimento. Resultado de um trabalho integrado entre Governos Federal, do Estado e bancada parlamentar.

Com as informações – Vermelho

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta