Secretaria de Turismo de Alagoas discute infraestrutura portuária no Brasil

0

A Secretaria de Estado do Turismo (Setur) participou, nesta terça-feira (22), da reunião sobre infraestrutura portuária no Brasil, a bordo do navio MSC Orchestra, no Porto de Maceió. O convite partiu da empresa MSC Cruzeiros, através da diretora de operações da MSC Cruzeiros e coordenadora do grupo de infraestrutura portuária da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Abremar), Márcia Leite.

A diretora apresentou a empresa e o impacto que ela causa na economia alagoana. “No segmento de cruzeiros em Maceió somos responsáveis por quase 50% do fluxo de turistas, e isso mostra como a capital tem potencial e é comercial para os clientes da MSC, além disso, quero levantar que nas últimas duas temporadas trouxemos mais de 40 mil cruzeiristas e temos previsão de 47 mil para a temporada 2011/2012”, afirmou Márcia. “Com esses dados, podemos ver a importância de melhorar a infraestrutura portuária”, completou.

O superintendente de investimentos da Setur, Marcos Pradines, representando o Estado, deixou claro que o Governo fará o que for possível para desenvolver e/ou agregar o turismo marítimo em Maceió. “Já temos um anteprojeto para o terminal turístico do Porto de Maceió, conduzido pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec), em parceria com a Setur. Daremos continuidade nessa segunda gestão, como uma de nossas metas”, garante Pradines.

Ainda para o superintendente, o desenvolvimento do terminal turístico do Porto de Maceió se faz necessário com a tendência do atual crescimento de paradas de cruzeiros marítimos em Maceió, que hoje é o segundo destino mais procurado do Nordeste. Esse trabalho também precisa ser realizado em diversos estados brasileiros que como o nosso, a priori, foi desenvolvido para cargas e aumentou o leque devido ao potencial turístico.

Boa notícia – No desenrolar da reunião, o diretor do Porto de Maceió, Petrúcio Bandeira, declarou aos representantes de estado, município, associações e empresas privadas do segmento, que o Porto está finalizando a obra de um novo terminal. “São cerca de 380m novos de cais. A situação vai melhorar”, conta.

Fonte: Gazeta Web

Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta