Maersk aposta no crescimento exponencial da China

0

Navios maiores já cruzaram os sete mares, mas a empresa dinamarquesa Maersk Line tratou de assegurar que a impressionante frota de cargueiros que a empresa usará a partir de 2013 será composta pelas maiores embarcações navegando pelos oceanos. A empresa anunciou no dia 21 de fevereiro que a empresa sul-coreana Daewoo Shipbuilding construirá dez dos navios, em uma negociação avaliada em US$ 1,8 bilhão, e a companhia dinamarquesa ainda tem a opção de encomendar mais 20 navios. E, ainda que os novos navios não tenham batido nenhum recorde de tamanho, eles irão alterar significativamente a economia dos navios cargueiros.

Os três navios que anteriormente ultrapassaram o tamanho dos gigantes dinamarqueses eram todos petroleiros. A nova frota EEE da Maersk será a maior já vista de navios cargueiros. Eles carregarão 18 mil caixas, 2.500 a mais que o maior cargueiro em atividade, que também é operado pela Maersk. Os novos navios usarão metade do combustível da média atual, o que representa boas notícias para o meio-ambiente e para os lucros da Maersk, já que os preços de petróleo cru ultrapassaram US$ 100, o barril.

Os novos navios seguirão em rotas entre a Ásia e a Europa, logo a encomenda é uma aposta da Maersk de que a China e suas exportações irão prosperar por muito tempo. O mercado dos cargueiros se recuperou rapidamente dos baixos créditos pós-crise de 2009, e a recuperação nos envios na primeira metade de 2010 pegou muitos na indústria de surpresa já que a resiliência da China foi reforçada pelo crescimento em partes da Europa – particularmente em países mais pobres como a Rússia e a China – e nos Estados Unidos.

Com as informações – Opinião e Notícia

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta