Rapidinhas do Sindipetro NF – Peroba tá que tá

0

Hoje as Rapidinhas são com o Sindipetro. Tem GEPLAT que pensa ser Deus, depois falam da gente que é COMAN, não é mesmo? Faz isso na iniciativa privada, faz… Gerente da Peroba perde a linha no Aeroporto de Macaé e Convenção marcará os 10 anos do acidente na P-36. Saiba das notícias dos bastidores, porque a grande mídia não divulga meeeeesmo. Ah, se eu divulgasse o que já vi Fiscal fazendo por onde passei… Vamo que vamo!

GEPLATS desrespeitam acordo na Petrobras – O Sindipetro-NF recebeu denúncia de que gerentes de algumas plataformas na Bacia de Campos estão desrespeitando compromisso assumido pelo RH, que garante um intervalo de cinco horas antes do horário do vôo de desembarque. Os trabalhadores também relatam que, em alguns casos, não está sendo respeitado o descanso mínimo de oito horas (quando não é possível conceder as 11 horas que garante a lei) na virada de turno. Os compromissos foram assumidos pelo RH da empresa quando implantou os horários padronizados por horário de vôo. “Esses gerentes são a cara da política de insegurança da Petrobrás. Só pensam na produção”, denuncia o coordenador geral do Sindipetro-NF, José Maria Rangel. Para o sindicato, o comportamento dos gerentes é mais um exemplo de descuido com a segurança operacional e a saúde dos trabalhadores. O objetivo dos horários mínimos de descanso é justamente o de garantir que o petroleiro esteja preparado para o desembarque ou para virar o turno. O sindicato orienta que os petroleiros informem ao sindicato unidades onde ocorrerem casos como esses para cobrar da empresa a correção.

Gerente da Petrobras “entra numa” com sindicalista – Na manhã da terça, 22, no Aeroporto de Macaé, em uma setorial com os trabalhadores, o Gerente Executivo do Sul/Sudeste tentou intimidar dirigentes sindicais. A atitude desequilibrada e destemperada do Gerente, que chegou a puxar um dos dirigentes pelo braço, aconteceu no momento em que eram passados informes sobre o incêndio ocorrido no dia 19 de janeiro em PCH-2. Estavam no aeroporto o Diretor da FUP, Chico Zé, e o Diretor do Sindipetro-NF, Wilson Reis, que imediatamente denunciaram a tentativa. Para o sindicato já é prática da empresa tentar esconder a realidade sobre o incêndio de PCH-2. O editorial do Nascente 686 denunciou, ponto a ponto, as tentativas da Petrobrás em minimizar o incêndio. A atuação permanente do Sindipetro-NF de denunciar a insegurança nas plataformas tem incomodado os gerentes da empresa. O episódio revela o despreparo para lidar com as reivindicações e com o direito de organização dos trabalhadores e reforça a necessidade da Petrobrás mudar a forma como trata as questões relacionadas à segurança e a saúde dos trabalhadores. O sindicato tem como prioridade absoluta a vida.

Conferência marca 10 anos de P-36 – Para marcar a passagem dos dez anos da tragédia da P-36, o Sindipetro-NF promove de 15 a 17 de março, na sede do sindicato, em Macaé, a Conferência Internacional Sindical em Saúde e Segurança do Trabalho Offshore, com representantes de várias entidades sindicais e órgãos ligados à segurança do trabalho, entre eles de países produtores de petróleo como Argentina, Nigéria e Noruega. Estão confirmadas as presenças dos sindicalistas Guillermo Juan Pereyra e Daniel Ruiz (Argentina), Igwe Achese e Elijah Okougbo (Nigéria), e Stein Bredal (Noruega), além de representantes de órgãos e instituições como Fundação Oswaldo Cruz, Ministério Público do Trabalho, Justiça do Trabalho, Agência Nacional do Petróleo, Capitania dos Portos, Ministério do Trabalho e Emprego e U. S. Chemical Safety Board. O Sindipetro-NF chama a atenção para a importância da participação dos petroleiros no evento, que também será transmitido ao vivo pela Rádio NF (www.rádionf.org.br). A programação completa será divulgada no site da entidade.

Com as informações – Sindipetro NF

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta