Renner – Crescendo junto com a Construção Naval

1

Com a expansão mundial do transporte marítimo, 2011 inicia em ritmo acelerado para o setor. Ainda, as obras do Promef – Programa de Modernização e expansão da Frota da Transpetro é uma das grandes apostas do mercado fornecedor para a indústria naval. Até  dezembro de 2010, foram lançados dois navios no Estaleiro Mauá e um no Estaleiro Atlântico, sendo que o esperado era três para o Estaleiro Atlântico Sul e dois para o Estaleiro Mauá.

No entanto, estes números não são negativos. O Promef passou por um longo período de estagnação, readequação e novas titulações e até o final de 2015 os estaleiros nacionais deverão fazer a entrega de 49 navios para atender a Transpetro.

O diferencial deste e outros programas de incentivo à construção naval é possibilidade de inserção e consolidação do mercado brasileiro como fornecedor de uma indústria naval moderna e internacionalmente competitiva. Para isso, as empresas fornecedoras de estaleiros precisam estar preparadas. “O mercado naval é muito exigente. São produções enormes, que demandam alta tecnologia, tempo e mão de obra profissional. O investimento em tecnologia deve ser prioritário, elevando ainda mais o nível de exigência do mercado”, afirma Adauto Riva, gerente técnico e produtos da Renner Protective Coatings.

A Renner Protective Coatings, um dos principais fabricantes de tintas de alta resistência à corrosão, esteve presente no segmento de manutenção marítima de maneira bastante ativa no ano em que passou. Em 2010, realizou a manutenção dos módulos da Plataforma P-55, plataformas na Bacia de Campos e Macáe, dentre outras, e tem fornecido um volume significativo de tintas e revestimentos anticorrosivos para a construção da Usina de Ondas.

“Com mais de oito décadas de atuação no mercado de tintas, a Renner Protective Coatings está homologada para o fornecimento de revestimentos anticorrosivos para o Promef e demais programas de incentivo, oferecendo produtos certificados que atendem às exigências da IMO/PSPC, dentre eles os epoxídicos tar free, os da linha Revchem, indicados para o interior de tanques, que são compatíveis com uma imensa quantidade de cargas líquidas (inclusive etanol) e esquemas de pintura com cura acelerada, que visam maximizar a produtividade dos estaleiros”, destaca Riva.

Segundo dados do Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval Offshore, o SINAVAL, existem 13 novos estaleiros em implantação em diversas regiões do país. Isso significa que o número de oportunidades de trabalho só tende a aumentar. É uma indústria que emprega atualmente mais de 56 mil trabalhadores diretos. Nesta mesma linha, a Renner, através de sua fábrica na Cidade Industrial de Curitiba – Pr possui capacidade fabril de 1 milhão de litros/mês. Ou seja, é um segmento pronto para expandir exponencialmente nos próximos anos.

Por Redação Portal Marítimo

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta