Eike rindo à tôa. Agora é prá valer – Saiu no Diário Oficial

0

A Unidade de Construção Naval do Açu (UCN) da OSX teve a expedição de sua Licença Prévia aprovada pela Comissão Estadual de Controle Ambiental (CECA), da Secretaria de Estado do Ambiente do Estado do Rio de Janeiro (SEA/RJ), conforme publicação de hoje, 25/2, no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro.

A UCN Açu será o maior estaleiro das Américas e estará localizada no Complexo Industrial do Superporto do Açu, situado no Distrito Industrial de São João da Barra (DISJB), criado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro. Essa localização estratégica posiciona a UCN Açu próxima a grandes siderúrgicas e termoelétricas, e a 150 km da Bacia de Campos, responsável por cerca de 75% da produção brasileira de petróleo. Essa localização gera condições únicas de integração logística, eficiência operacional e sinergias industriais locais, reduzindo assim custos importantes com a possibilidade de utilização de chapas de aço de 18 m de comprimento (redução de até 56% em soldas para criação de painéis),  e com o fornecimento de energia gerada no próprio Complexo Industrial (redução de até 30% nos custos de energia).

A Unidade de Construção Naval será construída no TX2, desenvolvido em torno do Canal sobre uma área de cerca de 8 milhões de m2 e oferecerá mais de 8km de cais com condições operacionais ideais para a movimentação de granéis sólidos, líquidos, carga geral e para atividades de apoio à indústria offshore.

Maquete da UCN Açu

O Superporto é composto também pelo TX1, terminal correspondente aos terminais offshore com uma ponte de acesso de cerca de 3 quilômetros de extensão já concluída. As obras para o TX2 serão iniciadas no primeiro semestre.

O Superporto do Açu, no conjunto TX1 e TX2, movimentará 350 Milhões de toneladas por ano, colocando o Superporto entre os 3 maiores complexos portuários do mundo.

“Os recentes progressos na área ambiental para o TX2 e a avançada execução do TX1 garantem para o Superporto do Açu uma posição de liderança entre os maiores portos do mundo” destacou Otavio Lazcano, Diretor Presidente da LLX.

A UCN Açu conta com frente de cais de 2.400 metros de extensão na fase inicial, com potencial de expansão de até 3.525 metros – podendo integrar até 11 FPSO’s e construir 8 WHP’s simultaneamente, em sua versão ampliada.

Serão criados 10 mil empregos pela Unidade de Construção Naval da OSX durante sua fase de operação e 3.500 na fase de implantação. A equipe da UCN Açu contará com o treinamento e capacitação profissional do Instituto Tecnológico Naval (ITN), atualmente em desenvolvimento pela OSX, assim como com a tecnologia estado da arte da líder mundial em construção naval, a sócia Hyundai Heavy Industries, que possui 10% do capital social da OSX Construção Naval e mais de 38 anos de experiência na construção de equipamentos para a indústria offshore de petróleo e gás.

Luiz Eduardo Carneiro

Para Luiz Eduardo Carneiro, Diretor Presidente da OSX, “a aprovação do licenciamento da nossa UCN Açu pela CECA é um passo fundamental para que nós cumpramos a nossa missão de instrumentalizar a pujante produção do petróleo e gás que nosso País tem descoberto ano após ano, e para que possamos nos tornar líderes nacionais no fornecimento de equipamentos e serviços para a indústria nacional offshore de petróleo e gás”.

Sustentabilidade

Reafirmando os compromissos de sustentabilidade do Grupo EBX, em paralelo às medidas de compensação ambiental legais, o Grupo está criando na região do Açu,  a maior unidade de conservação privada do País destinada à conservação do ecossistema de restinga e a terceira maior do Bioma Mata Atlântica, com cerca de 3.882 hectares.

A aprovação da CECA para o licenciamento da UCN Açu consolida o Distrito Industrial de São João da Barra, o Complexo Industrial do Superporto do Açu, e seus empreendimentos, encontrando sempre na  OSX, o compromisso dos altos padrões de tecnologia e de sustentabilidade que norteiam a atuação empresarial do Grupo EBX.

Sobre a OSX

A OSX é uma empresa do Grupo EBX com atividade no setor de equipamentos e serviços para a indústria offshore de petróleo e gás natural. A companhia tem atuação integrada nos segmentos de construção naval, fretamento de unidades de exploração e produção (E&P) e serviços de operação e manutenção (O&M).

Conheça a LLX

A LLX foi criada em março de 2007 com o propósito de prover o país com infraestrutura e competências logísticas, principalmente no setor portuário. Seus empreendimentos possuem localização estratégica e profundidade adequada aos maiores navios, utilizando moderna tecnologia portuária. Isso resulta em operações eficientes e de baixo custo.

Atualmente a empresa desenvolve o Superporto do Açu, em São João da Barra.

No total serão investidos R$ 3,4 bilhões no Superporto do Açu, sendo R$ 1 bilhão pela LLX Minas-Rio (responsável pela implantação do terminal portuário dedicado ao minério de ferro) e R$ 2,4 bilhões pela LLX Açu (responsável pela operação das demais cargas como produtos siderúrgicos, carvão, granéis líquidos e granito).

A LLX possui cerca de 70 memorandos de entendimento (MOUs) em negociação com empresas que querem se instalar ou movimentar cargas no Superporto do Açu. Em construção desde outubro de 2007, a previsão é que a operação do Superporto do Açu seja iniciada no final de 2012.

Por Redação Portal Marítimo

Deixe uma resposta