Produção de petróleo e gás da Petrobras cresceu em relação a 2009

0

A entrada em operação de seis novas plataformas e de duas unidades de tratamento de gás natural fez com que a produção total de petróleo e gás natural da Petrobras no Brasil e exterior aumentasse em 2% em relação a 2009, atingindo a média diária de 2 milhões 583 mil barris de óleo equivalente (petróleo e gás).

Segundo o Diretor Financeiro da estatal, Almir Barbassa, a produção total de óleo e gás foi 2% superior em relação a 2009, alcançando o volume de 2 milhões 338 mil barris de óleo equivalente por dia.

Já a produção de gás aumentou 5% no período, devido principalmente à entrada em operação de novos projetos previstos no Plano de Antecipação da Produção de Gás (Plangás).

Isoladamente, no Brasil, a produção de petróleo atingiu recorde anual, com a extração média diária de 2 milhões 4 mil barris/dia em 2010. Também foram obtidos no ano passado recordes diários e mensais de produção de petróleo, sustentados pela elevação dos volumes produzidos em plataformas existentes anteriormente e pela entrada em operação das seis novas plataformas – que agregaram à produção nacional mais 310 mil barris por dia de capacidade no quarto trimestre de 2010.

A Petrobras informa ainda que, como parte do desenvolvimento das áreas do pré-sal da Bacia de Santos, em dezembro de 2010, foi declarada a viabilidade comercial das áreas de Tupi e Iracema, que passaram a ser chamar Campo de Lula e Cernambi, respectivamente – marcando o início da fase de produção comercial de ambos os campos.

A estatal assinala também que apenas três anos após a descoberta de Tupi ocorreu a entrada em operação do primeiro sistema piloto de Lula (Tupi), no pré-sal da Bacia de Santos, com capacidade de 100 mil barris/dia de óleo, contribuindo para o crescimento da curva de produção da companhia.

Segundo a estatal, o sucesso exploratório obtido na região do pré-sal já começou a contribuir para o crescimento das reservas de petróleo e gás da companhia. Em 2010, as reservas provadas totalizaram 15 bilhões 986 milhões de óleo equivalente, um aumento de 7,5% em relação a 2009.

Esse aumento foi consequência da incorporação de 1 bilhão e 990 milhões de barris de óleo equivalente (petróleo e gás natural, incluindo o pré-sal, e de projetos implantados em campos maduros. Segundo a estatal, essas incorporações mais do que compensaram a produção total de óleo e gás (869 milhões de petróleo equivalente) em 2010.

A Petrobras adquiriu ainda o direito de produzir até 5 bilhões de óleo equivalente em áreas do pré-sal, por meio do contrato de cessão onerosa firmado com o Governo Federal.

Com as informações – DCI

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta