Rapidinhas – Olha o fim de semana aí!

0
75

Peroba metendo pé da Líbia, porque o bicho tá pegando, Santos crescendo com o petróleo (aconselho a quem quer uma oportunidade a pensar com carinho na terra da Praia do Gonzaga, Cachaça Brasil e Chopp Santista). Subsea 7, agora fortalecida, turbinada e com “échio” após fusão com a Acergy, pega um contrato com a Chevron no Golfo. É riser e umbilical pra todo lado. As Rapidinhas chegam anunciando o fim de semana. O Carnaval tá lá e eu aqui a bordo… Fazer o quê? Ossos do ofício.

Petrobras tira seus funcionários da Líbia – A Petrobras informou nesta manhã que retirou nesta quinta-feira (24/02) seus funcionários brasileiros e familiares de Trípoli, capital da Líbia. Segundo comunicado da estatal, todos os funcionários estão em boas condições de saúde. Nesta quinta também devem chegar ao Brasil quatro brasileiros que estavam em Trípoli. O grupo chegará em dois voos no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, após fazer escala em Lisboa. Os governos de Brasil e Portugal entraram em acordo para a retirada conjunta do grupo, já que todos trabalham para uma filial portuguesa da construtora brasileira Andrade Gutierrez. Na Líbia, o governo de Muamar Kadafi tem reprimido com violência os manifestantes que pedem sua saída do cargo. Segundo organizações não governamentais, pelo menos 640 pessoas já morreram nas rebeliões populares. Já testemunhas estimam esse número na casa dos milhares em todo o país.

Santos cresce com o petróleo – A cadeia do setor petroquímico é ampla, e seu potencial gerador de negócios vai além dos fornecedores diretos e indiretos. A Petrobras montou um escritório em Santos para gerir o andamento da exploração do petróleo encontrado no pré-sal. Com a ida da estatal para lá, a região próxima ao escritório da petrolífera começa a mudar, com empresas sendo abertas no seu entorno. Para os próximos cinco ou seis anos, espera-se que mais meio milhão de habitantes chegue nessa região, movimentando a economia local. Esse fenômeno foi visto em Macaé (RJ). Nos últimos dez anos, a economia da cidade cresceu mais de 600%, e a população da cidade triplicou. Não foi à toa. A Bacia de Campos – onde se localiza o município  – é responsável por 80% da produção de petróleo e 47% da produção de gás natural do País. De acordo com Jerônimo Azevedo, gerente da Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip), vale a pena para as micro e pequenas empresas investirem no setor . “O  petróleo é garantia de lucro, pelo menos, nos próximos 30 anos”.

Subsea 7 ganha contrato no Golfo – A Subsea 7 anunciou que acabou de assinar um contrato com a Chevron para engenharia e instalação no projeto Tahiti fase 2 no Golfo do México. O escopo do trabalho é a instalação de um riser flexível de 7,5″ x 13,000 pés, um umbilical de 4″ por 4500 pés, cinco weel jumpers rígidos, dez flying leads elétricos (EFL) e sete fluing leads de aço (SFL). A Subsea 7  vai também transportar o riser flexível de Le Trait, França, para o Golfo do México. O trabalho de engenharia vai começar imediatamente no escritório da subsea 7 em Houston. A instalação do riser flexível e do umbilical vai começar no segundo semestre de 2011, com cinco conexões com poços (tie ins) acontecendo durante 2012. A Subsea 7 vai utilizar os navios Seven Oceans, Skandi Neptune  e Ross Candies para o projeto.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta