Pré-sal de Angola vai ser explorado no final do ano

0

As empresas petrolíferas que vão explorar os blocos no pré-sal angolano vão poder iniciar a atividade no último trimestre do ano em curso, informou sexta-feira em Luanda o Presidente da Sonangol Pesquisa e Produção, Gaspar Martins.

Durante a cerimônia comemorativa dos 35 anos da empresa, Gaspar Martins referiu que a primeira campanha de licitação do pré-sal, em que foram selecionadas empresas com experiência neste tipo de exploração petrolífera, encontra-se atualmente na fase de negociações finais.

Gaspar Martins adiantou que o investimento médio num poço de petróleo no pré-sal ronda 120 milhões de dólares, persistindo sempre o risco de, na fase da prospecção, se encontrar ou não petróleo.

O concurso dos blocos contou com a participação de 13 empresas petrolíferas, British Petroleum Angola, Chevron, China Sonangol, Cobalt International Energy, Conoco Philips, ENI Angola, Esso Angola, Galp Energia, Maersk Oil, Petrobras, Repsol, Statoil ASA e Total Angola.

A Sonangol, Pesquisa e Produção (P&P) participa em todos os blocos que foram objeto de concurso público limitado.

Com as informações – Macau Hub (China)

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta