Petroserv desiste de negociação com a Petrobras

0

Fevereiro teve como grande surpresa a Petroserv, que desistiu de prosseguir com as negociações com a Petrobras relativas na licitação do afretamento de sondas para 3 mil metros. As sondas, por exigência da contratante, deveriam ser construídas no Brasil. A Etesco, que apresentou a melhor proposta, a Queiroz Galvão e Saipem ainda participam do processo, mas  a barganha que a Petrobras quer praticamente inviabiliza o negócio.

A Petrobras deu início na semana passada à última fase de negociações com as empresas , que vai até o dia 10 de Março por determinação da diretoria, pedindo redução no preço e já obteve reduções nos valores das propostas originais, mas segundo fontes os preços ainda continuam acima das práticas do mercado.

Se não conseguir essa pechincha, a Petrobras pretende cancelar  a licitação.

As taxas diárias apresentadas no processo de licitação variaram de US$ 639 mil a US$ 740 mil.

Se não houver subsídio, certamente a Construção Naval vai ficar prejudicada no Brasil, pois ainda é mais barato construir lá fora. Diária baixa tem que ter compensação, do contrário, o projeto mal se paga.

Vamos ver que será o corajoso que vai abraçar essa causa.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta