Imigrantes ilegais desembarcaram hoje em ilha italiana

0

Uma embarcação procedente da Tunísia com 347 imigrantes a bordo chegou nesta quarta-feira à ilha italiana de Lampedusa, na qual desde 23 de fevereiro não eram registrados desembarques ilegais.

Segundo fontes policiais, a embarcação, na qual viajavam quatro mulheres, chegou ao porto por volta das 2h30 da hora local (22h30 de terça-feira pelo horário de Brasília) escoltada por uma lancha da Guarda Costeira, depois que fora avistada ao sul da ilha italiana em águas da Tunísia.

O jornal “Corriere della Sera” informa em seu site que na barca viajavam também dois jornalistas de um canal de televisão alemão que realizavam um documentário sobre o êxodo de tunisianos para a Europa. Os dois foram postos em liberdade depois de as autoridades italianas terem comprovado suas identidades.

Nas últimas horas, segundo a imprensa italiana, outros 22 imigrantes ilegais também procedentes do norte da África foram interceptados, desta vez já em terra, na ilha de Linosa, a menor das Ilhas Pelágias e 42 quilômetros ao nordeste de Lampedusa.

Com a chegada destes 347 imigrantes ilegais, o Centro de Identificação e Expulsão (CIE) de Lampedusa, com capacidade para 850 pessoas, abriga neste momento cerca de 210, depois que vários imigrantes foram enviados para as localidades de Bari e Brindisi, no sul da Itália.

Desde janeiro, mais de 6.300 imigrantes ilegais chegaram à costa do sul da Itália –sobretudo a Lampedusa–, dos quais 6.200 procedentes da Tunísia. Destes, apenas um número muito reduzido solicitou direito de asilo.

Fonte: Folha de São Paulo

Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta