Petrobras dá mais um passo para a adequação à Legislação européia “Reach”

0

Em 2010, o Sistema Petrobras deu passos importantes para se adequar à nova legislação europeia, o Reach (Registro, Avaliação, Autorização e Restrição). O registro obriga as empresas que fabricam e importam substâncias químicas a avaliar os riscos decorrentes de sua utilização e a tomar as medidas necessárias para gerir todos os riscos que identificarem.

Esse é um processo que exige constante monitoramento, controle de vendas, conhecimento e qualidade dos produtos, além de comunicação de riscos na cadeia comercial.

Foram realizados 97 registros envolvendo 47 substâncias químicas. “A Petrobras realizou um número de registros expressivo, comparativamente à maioria das empresas brasileiras, com uma maior economicidade e dentro de uma estratégia focada em seu plano de crescimento e não só na realidade atual de suas atividades”, afirmou o Coordenador do Reach na companhia, Fernando Sá.

Sempre na ponta - orgulho brasileiro

Produtores estrangeiros podem fazer registros, desde que realizados por um representante europeu. Em virtude disso, o registro de substâncias produzidas pela Petrobras e comercializadas na Europa coube a duas empresas ali instaladas: a PIB BV (Petrobras International Braspetro B.V.), 46 registros, e a PEL (Petrobras Europe LTD.), 45 registros, e seis, como representante da Refinaria Abreu e Lima.

O Coordenador também apresentou outro dado positivo na implementação do projeto, em sintonia com a diretriz de Otimização de Custos e Disciplina de Capital da Companhia. “O orçamento da Petrobras, somente para os registros, era de 6 milhões de Euros. Mas conseguiu-se, ainda que considerando os outros custos além do registro, uma economia de 2,1 milhões de Euros”, assinalou Fernando.

Programa integrado

A União Europeia modernizou a legislação em matéria de produtos e substâncias químicas no continente e colocou em prática o sistema Reach, um programa integrado que estabelece um quadro regulamentar único de Registro, Avaliação, Autorização e Restrição de substâncias químicas. O objetivo é melhorar a proteção da saúde humana e do meio ambiente, mantendo a competitividade e reforçando a inovação da indústria química, por meio da reunião de informações completas sobre as propriedades das substâncias.

Para saber mais, acesse o minisite do Reach.

Com as informações – Petrobras

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta