Marinha Indiana faz uma lingada com 61 piratas

0

A Marinha da Índia abordou e capturou hoje um navio que servia como uma base para piratas somalis sequestrarem navios no Mar da Arábia. Os indianos capturaram 61 piratas e libertaram 13 pescadores, que eram mantidos como reféns desde dezembro. A Marinha informou que os 61 piratas detidos serão levados a Mumbai e julgados por atacar navios mercantes da Índia.

Os piratas somalis prometeram conduzir uma vingança contra a Índia. Pelo menos 54 marinheiros indianos e cinco navios com bandeira do país são mantidos como reféns na Somália.

A Marinha da Índia disse que um avião de patrulha alertou um navio de guerra próximo, enquanto respondia a um pedido de socorro feito por um navio mercante que os piratas ameaçavam abordar. Os piratas desistiram da abordagem, após avistar o helicóptero, e fugiram para o navio sequestrado que usavam como base.

Na noite de ontem, o navio de guerra INS Kalpeni ameaçou abordar o navio pirata, o pesqueiro Vega 5, com bandeira de Moçambique. Na madrugada de hoje, após um breve tiroteio, fuzileiros navais indianos invadiram o navio sequestrado, capturando os piratas. O Vega 5 estava 1,1 mil quilômetros a oeste da costa indiana.

Segundo a Marinha da Índia, os piratas tinham um arsenal de 90 armas leves e rifles, além de alguns armamentos pesados, como propulsores de granadas. O comunicado não descreveu se ocorreram baixas entre os piratas, os pescadores reféns ou os fuzileiros navais.

A pirataria assola a costa da Somália e o Mar da Arábia há vários anos, mas a violência, bem como os pedidos de resgate, sofreram aumento nos últimos meses. Atualmente, os piratas somalis mantém mais de 660 reféns no cativeiro, além de 30 navios capturados.

Um autodenominado pirata, que disse se chamar Bile Hussein, afirmou que a detenção dos 61 piratas levará a “problemas” para os marinheiros indianos e também para a marinha mercante da Índia. “Seria melhor que eles libertassem os que foram capturados e que estavam viajando livremente no mar, ou nós poderemos encarcerar os indianos da mesma maneira”, afirmou. “Em primeiro lugar, estamos enviando uma mensagem ao governo da Índia para libertar nossos amigos. Do contrário, que a Índia esteja pronta para que seus cidadãos sejam maltratados em um futuro próximo”.

Navios de guerra da Índia participam da escolta internacional aos navios mercantes na região costeira do Chifre da África desde 2008. Os Estados Unidos, a Rússia e a União Europeia também enviaram navios de guerra para a área. Os EUA já capturaram e julgaram piratas somalis. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Com as informaçoes – Agência Estado

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta