Rapidinhas da matina!

0
174

Repsol vendendo parte da YPF, Galp concentrando investimentos em Exploração / Produção e Coréia do Sul assinando um acordo com os Emirados Árabes. As Rapidinhas do Portal vêm chegando e mantendo você informado, com as últimas notícias. Os “inhos” que me perdoem…

Repsol vende capital social da YPF – A Repsol acordou com o Lazard Asset Management e com outros fundos a venda de 3,83% do capital social da YPF, por um valor de 639 milhões de dólares. Ambas as transações foram assinadas a um preço de US$ 42,4 por ação. A este preço por ação, o capital da YPF teria um valor de US$ 16.676,5 bilhões. O Lazard Asset Management, em nome de certos clientes, irá adquirir 2,9% do capital da YPF, por US$ 484 milhões, enquanto outros investidores comprarão 0,93% de participação por US$ 155 milhões. Ao fim do ano passado, a Repsol acordou a venda de um total de 3,3% do capital social da YPF por um valor de US$ 500 milhões a fundos gerenciados por Eton Park Capital Management, Capital Guardian Trust Company e Capital International, Inc. Junto a estas transações, nos últimos meses, a Repsol realizou operações de venda no mercado que somam mais 1,06% do capital da YPF. Após todas estas operações o capital social da YPF fica constituído da seguinte maneira: Grupo Repsol (75,9%); Grupo Petersen (15,46%) e 8,64% de free float. Este processo se enquadra na estratégia definida pela Repsol até 2014, de desinvestir parcialmente na YPF para reequilibrar seu portfólio de ativos, dando entrada a novos acionistas na companhia.

Galp vai concentrar investimentos em E&P – A Galp Energia deverá investir entre 2011 e 2015 um total de cerca de 5 bilhões de euros, revelou a petrolífera portuguesa em comunicado ao mercado, no âmbito dos planos ontem apresentados no seu Capital Markets Day. O investimento já este ano irá situar-se entre 1,2 e 1,5 bilhões de euros e será principalmente destinado à conclusão do projeto de conversão das refinarias de Sines e Matosinhos, e ao desenvolvimento dos campos petrolíferos Lula e Cernambi, no Pré-sal da Bacia de Santos, no Brasil, e do Bloco 14 em Angola. Para o período de 2012 a 2015 a Galp estima um investimento de 3,5 bilhões de euros. “As atividades de “upstream” vão ganhar maior relevância no futuro da Galp Energia”, destaca o grupo liderado por Manuel Ferreira de Oliveira, indicando que esta área de negócio (exploração petrolífera), representará cerca de 70% do investimento nos próximos quatro anos.

Coréia assina acordos com os Emirados – A Coréia do Sul informou neste domingo que a Korea National Oil Corp (KNOC) assinou um acordo de petróleo “sem precedente” com Abu Dhabi, por uma participação em reservas recuperáveis de 1 bilhão de barris de petróleo. Este memorando de entendimento (MOU, na sigla em inglês) vale cerca de US$ 97,68 bilhões baseado nos preços atuais do petróleo, disse o Gabinete Presidencial da Coréia do Sul em comunicado. Os detalhes do acordo ainda serão elaborados e devem ser concluídos até o final do próximo ano, disse o Governo. Separadamente, a estatal KNOC assinou um contato com a ADNOC para desenvolver áreas de exploração onshore e offshore em Abu Dhabi com um volume combinado de 570 milhões de barris de “petróleo inicialmente descoberto no local”, disse o comunicado. O Governo informou ainda que os dois acordos ajudarão a levar a taxa de autossuficiência do quinto maior importador do mundo para 15 por cento, contra os 10 por cento do ano anterior. Por outro memorando de entendimento, a Coréia do Sul e Abu Dhabi concordaram com o armazenamento de 6 milhões de barris de Abu Dabhi em instalações sul-coreanas para estocagem estratégica e que, em situações de emergência, poderão ser usados pela Coréia do Sul, acrescentou o comunicado.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta