Que tal ficar o ano todo embarcado? Conheça o The World

5
384

O Navio de Cruzeiro The World funciona como uma comunidade residencial de propriedade de seus moradores.

Os moradores, de cerca de 40 países diferentes, vivem a bordo do navio, que, lentamente, circunda o globo terrestre, permanecendo na maioria dos portos de 2 a 5 dias. Alguns moradores realmente vivem a bordo, fazendo do navio suas residências, enquanto outros visitar sua casa flutuante periodicamente ao longo do ano. É operado pela Residensea, com sede em Miramar, na Flórida. O navio é considerado um Distrito do Condado de Dade / Miami.

O navio arvora a bandeira de Bahamas e tem uma tonelagem bruta de 43.524 toneladas. Ele possui 196 m de comprimento, 30 m de boca, 6,7 m de calado, 12 conveses, e uma desenvolve uma velocidade máxima de 18,5 nós, com uma tripulação composta por 250 profissionais.


O navio dispõe de 165 unidades habitacionais (106 apartamentos, 19 apartamentos-estúdios e 40 estúdio), todos de propriedade dos residentes do navio. O navio transporta entre 100 e 300 moradores e seus convidados.

A partir de 2010, um estúdio de 30,5 m² (Ocean Studio 661) tem um preço de US$ 600.000,00. Ocean Residence 1006 (2 quartos e 2 banheiros) custa US$ 2.950.ooo,00. Já a Suite “The World” (1108/1110) sai pela bagatela de US$ 13.500.000,00.


Os encargos mensais para os proprietários custam a partir de US$ 20.000,00 (para as unidades menores) e servem para cobrir as despesas com o combustível, tripulação, manutenção e refeições.

O navio The World foi a idéia de Knut U. Kloster Jr., cuja família tinha uma longa história na indústria dos cruzeiros marítimos. O navio foi construído em Rissa, pelo estaleiro Fosen Mek. Verksteder A / S, e lançado em março de 2002.

Knut U. Kloster Jr.

A Residensea em Miramar, Flórida, entrou em sociedade com o  construtor e ficou responsável pela gestão das operações e administração do navio, incluindo a contratação de centenas de funcionários que oferecem serviços como limpeza, tratamentos de beleza, fotografia e outros. Os moradores, através de seu conselho de diretores eleitos e uma série de comissões, dão as orientações para a gestão sobre o itinerário do navio, finanças e estilo de vida.

O navio tem instalações semelhantes às de um navio de cruzeiro regular, e mais algumas que são exclusivas, devido a sua natureza residencial. Elas incluem uma pequena mercearia e delicatessen, boutique, instalações esportivas, que incluem um simulador de golfe, mini campo de golfe, casino, quadra de tênis em tamanho oficial, pista de cooper e academia.

Há seis restaurantes que oferecem diversas opções aos moradores, que possuem suas cozinhas particulares completas em todos os apartamentos.

Para o entretenimento a bordo, há uma sala de cinema, biblioteca e apresentações musicais. Além de excursões, diversas  aulas são oferecidas a bordo, em temas como a dança, navegação, idiomas, culinária, artesanato, música, informática e fotografia. Cada residência possui seu ponto de acesso à Internet.

Para saber mais sobre este belíssimo navio, acesse o site do The World.

Por Rodrigo Cintra

5 COMMENTS

  1. O trabalho é grande em embarcações desse tipo, mas só em saber que há entretenimento variado a bordo já valeria não é…

  2. Sou Marinheiro e estou saindo da marinha de gola quero entrar na mercante quais sao os procedimento para mim conseguir?

  3. Era o meu sonho e da minha mulher, caso tivessemos dinheiro para isso.
    Adoramos viajar e desde que começamos a fazer cruzeiros não queremos outra coisa.

Deixe uma resposta