BG vai instalar novo Centro de Tecnologia para o pré-sal no RJ

0

Líder mundial em gás natural, o BG Group instalará um Centro Global de Tecnologia no Rio de Janeiro, que receberá investimento de US$ 1,5 bilhão para os próximos dez anos. O empreendimento faz parte do total de US$ 30 bilhões que o BG Group destinou para aplicar até 2020 na exploração conjunta com a Petrobras do petróleo e gás do pré-sal.

O anúncio foi feito pelo Presidente do Conselho de Administração da multinacional inglesa, Robert Wilson, a Presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, nesta semana.

O Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno, comemora a decisão do BG Brasil.

– Como esses empreendimentos são destinados à exploração do pré-sal, o parque está se tornando o único espaço no mundo a reunir tantas instalações com o mesmo objetivo. Com a instalação dos centros já previstos e dos que podem surgir como candidatos, o Rio de Janeiro terá a possibilidade de ser o maior polo tecnológico do país.

O investimento da BG Brasil se soma a outras sete empresas que já anunciaram a instalação de centros de pesquisas no Rio de Janeiro nos últimos 12 meses no Parque Tecnológico da Ilha da Cidade Universitária (FMC Technologies, Confab/Tenares, Halliburton, Usiminas, Baker Hughes e GE), além da Schlumberger cujo centro foi inaugurado em novembro do ano passado.

Juntas, essas sete companhias têm o compromisso de investir cerca de R$ 760 milhões nestes centros de pesquisa e empregar 1.420 trabalhadores, entre mestres, doutores e pessoal técnico especializado.

Além da BG, outras nove companhias – Chemtech/Siemens, Dow, Braskem, Nalco, Technip, White Martins, Vallourec/Mannesmann, EMC2, e L’Oreal também pretendem instalar centros de pesquisa no Rio de Janeiro.

Para viabilizar os projetos, o Governo do Estado e a Prefeitura negociam com o Exército Brasileiro a aquisição da Ilha do Bom Jesus. Com cerca de 200 mil m2, a ilha localiza-se no interior da Baía de Guanabara, dentro da Vila Militar do Fundão. Cerca de 50 mil m² deverão ser ocupados pela GE e o restante será distribuído para as demais empresas interessadas.

O Presidente da BG Group, Robert Wilson, informou que, até 2020, o Brasil vai responder por 30% da produção do grupo. O BG Group explora, produz e comercializa gás natural e petróleo em mais de 25 países. A BG Brasil tem matriz na cidade do Rio de Janeiro e filiais em Macaé e em Santos (SP). Na Bacia de Santos, a empresa tem participação em cinco blocos e é parceira da Petrobras na exploração.

Com as informações – R7

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta