Mais hidrocarbonetos – OGX anuncia indícios na Bacia de Campos

0

A OGX, empresa brasileira de óleo e gás natural responsável pela maior campanha exploratória privada no Brasil, comunica que foi identificada a presença de hidrocarbonetos na seção albiana do poço 3-OGX-36D-RJS, poço delimitatório da acumulação de Pipeline, descoberta pelo 1-OGX-2A. Este poço está localizado a 2,6 km do pioneiro 1-OGX-2A, no bloco BM-C-41, em águas rasas da parte sul da Bacia de Campos e a OGX detém 100% de participação neste bloco.

Paulo Menonça - OGX

“O resultado do OGX-36D confirmou a conexão com a acumulação descoberta pelo poço 1-OGX-2A (Pipeline) em reservatórios carbonáticos da seção albiana, conforme nossas expectativas”, comentou Paulo Mendonça, Diretor Geral da OGX. “Esse é mais um passo muito importante na fase de delimitação de nossas descobertas na bacia de Campos”, adicionou Mendonça.

A coluna com hidrocarbonetos é de aproximadamente 135 metros, com net pay ao redor de 60 metros, conforme o previsto. Este poço direcional, perfurado até uma profundidade de 3.612 metros, é o piloto para o poço horizontal que será perfurado a seguir, no qual se fará um teste de formação para verificar a produtividade desta área, assim como se procedeu na acumulação de Waimea, que apresentou excepcionais resultados.

O poço OGX-36D, localizado no bloco BM-C-41, situa-se a 77 km da costa do estado do Rio de Janeiro, onde a lâmina d’água é de aproximadamente 128 metros. A sonda Ocean Star iniciou as atividades de perfuração no dia 14 de fevereiro de 2011.

Saiba mais detalhes sobre a SS Ocean Star clicando aqui.

Por Redação Portal Marítimo

Deixe uma resposta