OSX vai ter guindaste gigantesco na UCN do Superporto do Açu

0

O maior guindaste naval das Américas será instalado na Unidade de Construção Naval (UCN) da OSX, empresa da indústria naval offshore do Grupo EBX. O guindaste terá 125 metros de altura (equivalente a um prédio acima de 40 andares), 186 metros de distância entre os pilares (duas vezes o comprimento do campo de futebol do Maracanã), e capacidade para 1,6 mil toneladas (o que corresponde ao peso de 2 mil carros populares) e será instalado no complexo industrial do Superporto do Açu, em São João da Barra, norte do estado do Rio de Janeiro onde a empresa planeja a construção de sua UCN.

A OSX assinou carta de intenções com a Hyundai Samho, subsidiária da Hyundai Heavy Industries – que é sócia e parceira tecnológica da OSX Construção Naval, para aquisição desse equipamento, semelhante ao já instalado na divisão offshore da Hyundai.

O guindaste sul-coreano será utilizado na montagem de cascos e na movimentação de cargas na área de dique seco do estaleiro da OSX, no Complexo Industrial do Superporto do Açu. O equipamento permitirá a montagem de grandes blocos de navios ou módulos de FPSO de uma única vez, garantindo produtividade, em linha com os prazos de construção.

A Unidade de Construção Naval da OSX no estado do Rio de Janeiro já obteve Licença Ambiental Prévia. Com a obtenção da Licença de Instalação a OSX poderá, ainda nesse semestre, iniciar as obras de construção do maior estaleiro das Américas.

Sobre a OSX:

A OSX é uma companhia do setor de equipamentos e serviços para a indústria offshore de petróleo e gás natural, com atuação em três segmentos: construção naval, afretamento de Unidades de Exploração & Produção e serviços de Operação & Manutenção. Constituída para suprir a demanda da indústria por soluções de serviços integrados aos campos de petróleo e gás natural, a OSX atenderá em especial à OGX, companhia do Grupo EBX que conquistou uma posição de destaque no setor brasileiro de E&P, e que estima uma demanda de 48 unidades de produção (com um custo estimado de mercado de aproximadamente US$30 bilhões), para suportar sua base de crescimento nos próximos 10 anos.

Por Redação Portal Marítimo

Deixe uma resposta